Oito pessoas foram presas, na manhã desta sexta-feira (15), em uma operação conduzida pela FICCO-MG, Força Integrada de Combate ao Crime Organizado de Minas Gerais, na cidade de Uberlândia. As investigações foram iniciadas há três meses e resultaram na apreensão de um carregamento pesado de armas, inclusive algumas de uso restrito, drogas, muitas munições e carros roubados. De acordo com as investigações, a quadrilha participava de contrabandos de armas na região de Uberlândia, Uberaba e outras cidades do Triângulo Mineiro, além de forte envolvimento com o tráfico de drogas.

De acordo com o delegado da Polícia Federal responsável pelo caso, Carlos Cota D'Ângelo, os materiais eram provenientes do Paraguai e foram localizados dentro do carro de Thiago Lemes de Mello. Thiago, que seria o chefe da quadrilha, foi preso no Bairro Santa Mônica da cidade. O suspeito era conhecido em Uberlândia como Thiago Camelô, por possuir um Box no camelódromo da cidade, onde fazia a venda de produtos contrabandeados.

Thiago usava um fundo falso em seu carro para camuflar as drogas, munições e armas, além disso, para que ninguém desconfiasse, ele colocava outros produtos, como aparelhos eletrônicos, brinquedos e whisky por cima, conseguindo, dessa forma, atravessar a fronteira dos dois países sem ser pego pelas fiscalizações. As outras sete pessoas presas davam cobertura no comboio que transportava o contrabando do Paraguai.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Foram apreendidos, com a quadrilha, cinco carros roubados, além de 15 revólveres, centenas de munições de 380, 22 e 9 mm, 3 pistolas 9 milímetros, 20 lunetas para fuzil, 5 lunetas propoint e 5 lunetas Red dot, estas 10 lunetas usadas para mira de precisão, muitos carregadores, incluindo carregadores de pistola automática, uma rajada e um fuzil airsoft elétrico. Além de todos esses materiais foram encontrados também, com o grupo, 25 quilos de cocaína.

Toda a ação que ocorreu nesta manhã foi mobilizada por militares do 9º Batalhão de Missões Especiais da Polícia Militar e articulada pela Polícia Federal.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo