Um caso muito triste aconteceu em Minas Gerais nesta terça-feira (2). Uma adolescente de apenas 19 anos quase conseguiu matar o próprio bebê assim que ele nasceu. O fato lamentável ocorreu na cidade de Canápolis, no interior do estado mineiro.

Segundo informações do hospital do município, a adolescente procurou atendimento se queixando de fortes dores em sua barriga e disse que teria problema de hemorroida.

A jovem relatou as atendentes que sentia muita dor abdominal e provavelmente acreditava ser por ter ingerido muita jabuticaba no dia anterior. Uma das enfermeiras que fez o atendimento disse que a moça afirmava ser uma hemorroida.

Ela recebeu a medicação e se dirigiu ao banheiro situado em uma sala de observação e ao sair estava com suas roupas e as mãos ensanguentadas e contou a enfermeira que a hemorroida provocou o sangramento.

Uma atendente saiu do local e quando retornou encontrou a jovem próximo da ala de observação dos homens. Ao ser questionada por estar na observação masculina, a moça falou que queria limpar suas mãos que estavam cheias de sangue.

Uma pessoa que também estava em observação ouviu um chorinho de criança que vinha do banheiro e chamou imediatamente as enfermeiras do hospital, que viram o bebê dentro da lixeira no banheiro.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

O recém-nascido estava amarrado na sacola e estava arroxeado, mas ainda respirava. A criança tinha machucados em algumas partes do corpo e apresentava sintomas de um trauma no crânio.

Imediatamente as enfermeiras encaminharam a criança para que o médico fizesse o atendimento, a informação é que o bebê está passando bem. De acordo com a unidade hospitalar, uma das enfermeiras que atendeu a adolescente concluiu que ela mentiu numa tentativa de esconder sua gestação dos familiares.

A princípio a mãe da adolescente fez algumas ameaças de processar a unidade, ela não tinha conhecimento da gestação da moça e achava que ainda fosse virgem. A adolescente nega os acontecimentos e foi encaminhada para avaliação médica que confirmou o parto.

A Polícia foi acionada e a moça foi enquadrada no crime de infanticídio, ela ficará no hospital por alguns dias. A polícia manterá uma escolta e quando tiver alta vai ser encaminhada ao presídio do município.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo