Caiu na internet um vídeo no qual uma professora aparece chamando um de seus alunos de macaco. Nas imagens a professora discute com um aluno negro e demonstrando todo seu despreparo emocional ela o chama em alto e bom som de macaco.

De acordo com o portal de notícias online do jornal Exra, as imagens foram gravadas no Instituto de Educação Clélia Nanci, que fica na cidade de São Gonçalo, localizada na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Saibam mais aqui.

Aluno negro é chamado de macaco por professora

Segundo as informações da Polícia Militar, o caso aconteceu na última segunda-feira(19), toda a discussão foi gravada entre a professora e o jovem, por outro aluno.

A professora foi identificada como Nádia Restum e foi afastada da instituição de Educação nesta quarta-feira (21). A mãe do jovem registrou queixa de injúria racial na polícia.

Saibam como aconteceu a injúria racial

De acordo com a mãe do aluno, ele e os colegas juntaram as mesas da sala de aula para jogar pingue-pongue, segundo ela uma prática normal dos alunos. 

Neste momento a professora entrou em sala de aula aos gritos, relatou Ana Silva, mãe do estudante que está cursando o 6º ano. Foi então que o aluno questionou a professora porque ela estava gritando.

A professora respondeu ao aluno, perguntando quem era ele para questiona-la e seguiu com as agressões verbais. Ela disse para o aluno: “antes de olhar para mim, olhe para o seu rabo, macaco”.

Professora foi afastada

Assim que a mãe do jovem que sofreu a ofensa racial, recebeu o vídeo com as imagens ela acionou a Polícia Militar. Os policiais orientaram Ana Silva a registrar a ocorrência em uma delegacia.

Os melhores vídeos do dia

A professora não foi presa.

A mãe procurou a direção do Instituto de Educação no mesmo dia, quando confrontou a professora na frente dos diretores. 

A princípio a professora negou as acusações, mas foi desmentida com o vídeo que a mãe do aluno tinha em mãos. De acordo com Ana Silva, a professora pediu desculpas e disse que estava muito nervosa.

Porém a mãe do jovem disse que este tipo de atitude não tem perdão, até mesmo porque durante a discussão da professora com o aluno ela chegou a dizer que o mataria. Desabafou Ana Silva.

A secretária Estadual de Educação do Rio de Janeiro, afastou a professora e deixou claro que não compactua com qualquer tipo de discriminação.

Assista o vídeo aqui: