Era madrugada desta terça-feira, 29, quando um avião caiu na região de Medellín, na Colômbia. Os brasileiros foram acordados no susto, com todos os canais fazendo transmissão ao vivo sobre o fato. Isso porque, além da tragédia em si, estariam no local jogadores da Chapecoense. Até o momento, existe a confirmação de 76 mortos e cinco sobreviventes. Durante a manhã, esse número foi mudando. Televisões locais falavam que existia ainda a chance de achar atletas com vida no meio dos destroços. O avião da LaMia, matrícula CP2933, saiu da cidade de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, levando ao todo oitenta e uma pessoas. Dessas, nove faziam parte da equipe da própria companhia aérea.

Galvão Bueno foi chamado para cobrir tal fato e ficou emocionado ainda pela manhã.

Por enquanto, os que tiveram a vida confirmada foram os jogadores Alan Ruschel, Danilo e Follmann, o jornalista Rafael Henzel e a uma comissária de bordo, identificada como Ximena Suarez. Segundo a Rede Globo, um comentarista da FoxSports estaria entre as vítimas. Todo o país e o mundo cobrem a tragédia. A Globo diz que o avião que caiu seria o mesmo que levou a seleção argentina na semana passada. Nele, estaria o melhor jogador do mundo, Leonel Messi. A Chapecoense estava indo fazer o jogo da final da Sulamericana, o segundo mais importante do continente. A imprensa internacional fala em falha elétrica como a provável queda do avião. Na década de 1960, um avião matou oito jogadores do Manchester.

Os melhores vídeos do dia

Ainda pela manhã, quando iam treinar, diversas equipes prestaram homenagens aos jogadores e jornalistas mortos. Existiam cerca de vinte e um jornalistas no local. O zagueiro Neto teria sido dado como um possível sexto sobrevivente. A CBF cancelou os jogos que aconteceriam nesta quarta-feira, 30, em respeito aos falecidos. O ano de 2016 termina como um dos mais difíceis de todos os tempos. O goleiro do time estaria em estado gravíssimo. A Blasting News se solidariza a todas as vítimas, famílias e fãs que estão chocados neste momento. #Crime