Sobe para 5 o número de detentos mortos na rebelião da madrugada do dia 8 de janeiro em Manaus. A Rebelião ocorreu entre as 2h30 e 3h30 (horário local) e resultou na utilização de grande efetivo policial e ajuda do corpo de bombeiros para apagar o fogo em colchões que foram incendiados durante o ato, dificultando o acesso para a retirada dos cadáveres.

Enquanto os integrantes do PCC estão em processo de autodestruição, a facção criminosa Família do Norte lança mais um "hit" em forma de funk para avisar que, além dos nomes citados no single, ainda matarão mais outros integrantes do PCC em Manaus.

Publicidade
Publicidade

Na nova música eles citam que "[...]já bateu o martelo pra matar os PCC [...]", o que deixa clara a ideia de que o processo de homicídios dentro e fora da cadeia vai continuar. Em um resumo da semana, já foram mais de 20 mortes fora da cadeia, porém, apesar de toda a população saber que estas mortes estão ligadas ao acerto de contas do crime organizado, a polícia militar e o estado não fazem, publicamente, nenhum tipo de ligação dos ocorridos com as rebeliões.

Publicidade

o total de homicídios chega a 98, se somados os cometidos no Complexo Penitenciário Anisio Jobim (Compaj), onde ocorreram 56 mortes, Instituto Prisional Puraquequara (IPP), onde ocorreram 4 mortes, Penitenciária Agrícola de Boa Vista (PAMC), onde ocorreram 33 mortes e agora, Cadeia Publica Raimundo Vidal Pessoa (5 mortes).

O que mais assusta a população é a crueldade com que as mortes acontecem. entro da cadeia, com decapitações, fora dela com execuções sumárias à queima roupa, sem se preocupar com policiamento ou retaliação de qualquer outro modo.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Curiosidades

A Polícia Militar do Amazonas, em vista de tudo o que está ocorrendo, está remanejando os policiais que atualmente estão em setores administrativos e soldados cedidos para outros órgãos para que, com isso, tenha o seu efetivo reforçado em pelo menos 300 novos policiais para patrulhamento e operações na cidade de Manaus.

O Ministério Público do Amazonas ainda sugeriu que o governo do estado solicite ao governo federal o envio de soldados da Força Nacional para que se possa garantir a ordem nos presídios da cidade.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo