Uma repórter da Rede Globo de Televisão foi agredida quando realizava uma matéria sobre a rebelião em um presídio em Minas Gerais. A jornalista Larissa Carvalho fazia uma cobertura ao vivo para a Globo News, em frente ao Complexo Penal Antônio Dutra Ladeira, localizado no município de Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Durante a transmissão, por volta da meia noite de terça-feira (17), a repórter explicava a situação da penitenciária mineira quando foram ouvidos vários gritos.

Logo em seguida, uma mulher aparece em frente à câmera e empurra a repórter, que cai no chão. Logo em seguida, um policial que estava próximo do local imobiliza a agressora. De acordo com informações ela seria mãe de um dos presos que estão detidos no Complexo Penal. A suspeita foi detida e em seguida liberada.

Logo depois da agressão, a Polícia Militar isolou a região e a reportagem da Rede Globo pôde voltar ao trabalho. A produção registrou um Boletim de Ocorrência na Delegacia da Polícia Civil de Ribeirão das Neves.

Já a repórter Larissa Carvalho sofreu ferimentos leves no braço direito.

A Associação Brasileira de Rádio e Televisão emitiu uma nota repudiando a agressão sofrida pela profissional de imprensa e afirmou que o papel dos jornalistas é importante para informar a população sobre a situação das penitenciárias brasileiras.

Veja o vídeo da jornalista sendo agredida, ao vivo

O vídeo com as imagens da agressão contra a jornalista global foi amplamente compartilhado nas redes sociais. A maioria dos internautas lamentou a violência e prestou solidariedade à repórter.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Polícia Televisão

“Infelizmente, a ignorância acaba nisso. Quando o ser humano não se aperfeiçoa nem tem educação, desenvolvimento e bom senso, o resultado é esse”, afirmou um internauta. Já alguns dos comentários criticavam a cobertura da emissora durante a crise carcerária que atinge vários estados do Brasil e defendeu a atitude da agressora. “Esse é preço que a Rede Globo paga por ser parte do problema. Emissora tendenciosa. Só está tendo o que merece”, afirmou um internauta.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo