Um homem foi preso pela Polícia acusado de estupro e assassinato na madrugada de segunda-feira (6), no bairro Itaim Paulista, na Zona Leste de São Paulo. A vítima do crime bárbaro é Beatriz Teodoro, de 25 anos, que era atendente de telemarketing. O autor de ter cometido o crime foi identificado pela polícia como André Eliseo Araújo Santos, de 25 anos.

Para a polícia, ele é o principal suspeito de ter raptado, torturado e violentado sexualmente a vítima, em seguida, ter assassinado.

O indivíduo foi preso em flagrante pela polícia.

Conforme informações repassadas pela polícia, na noite do crime, na madrugada de domingo para segunda-feira, a vítima estava voltando do seu trabalho, quando foi surpreendida pelo acusado. Ela foi obrigada pelo indivíduo a acompanha-lo até a sua casa, com a alegação que apenas ia roubar os seus pertences.

Ainda de acordo com a polícia, já na residência do acusado, a vítima foi violentada sexualmente e, logo após, o estupro ele usou um cinto para matar a jovem estrangulada.

Como se não o bastece, ele ainda pisou sobre a cabeça da jovem. Segundo ele, era para ter certeza que ela estava morta. Em seguida, colocou o corpo da jovem debaixo de uma cama.

A Polícia Militar recebeu uma ligação anônima relatando que o acusado teria cometido um assassinato e que o corpo da vítima estava escondido em sua residência. Diante da situação, uma viatura da polícia de deslocou até a residência do acusado.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Entretanto, com a chegada da polícia em sua casa, André Santos tentou fugir, mas não teve sucesso e acabou preso pelos policiais em flagrante. Ao fazer uma busca na casa do rapaz, a polícia encontrou o corpo da jovem.

A vítima estava sem os dentes, reforçando que ela foi espancada pelo acusado. André Santos foi encaminhado para a delegacia, onde prestou depoimento.

Conforme consta em sua declaração, ele abordou a jovem e, em seguida, a levou para a sua residência.

Na casa, ela foi abusada, e morta com o uso do cinto. André Santos alega que estava sob efeito de entorpecente quando cometeu os crimes.

De acordo com o delegado Juarez Marques de Andrade, o acusado tem várias passagens pela polícia por tráfico de drogas e ficou um tempo internado na Fundação Casa. Através das redes sociais, familiares e amigos de Beatriz lamentaram a morte da jovem prestaram homenagens à vítima.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo