A manhã dessa sexta-feira (17) está sendo bem movimentada na Polícia Federal, afinal depois de 2 anos de investigações, foi deflagrada a operação "Carne Fraca", que tem como alvo grandes frigoríficos brasileiros, entre eles Seara, BRF e JBS.

Nessa operação a Justiça Federal do Paraná já solicitou o bloqueio de cerca de 1 bilhão de reais das empesas investigadas.

A Carne Fraca tem como objetivo e foco principal realizar a desarticulação de uma provável organização criminosa, que envolve funcionários públicos ligados a fiscalização de produtos agropecuários do Ministério da Agricultura e as empresas investigadas, onde através do pagamento de propina por parte dos frigoríficos, os fiscais acabavam emitindo certificados sanitários sem a devida fiscalização, o que acabava facilitando a produção e comercialização de produtos adulterados.

Carne podre

Segundo informações divulgadas ainda nesta manhã de sexta-feira (17), durante a investigação, foi descoberto inclusive que alguns frigoríficos comercializavam inclusive carnes podres, e para que pudessem ser vendidas, elas eram "maquiadas" com ácido ascórbico, além dessa questão a investigação também revelou a venda de produtos já vencidos em novas embalagens com datas de fabricação e validades alterados.

Maior operação da história da Polícia Federal

Conforme informações divulgadas pela própria Polícia Federal, essa está sendo a maior operação da história já realizada pela instituição, uma vez que envolve mais de mil policiais federais de diferentes estados: Paraná, São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Goiás e Distrito Federal.

Ao todo nessa operação contra a fraude nas carnes, estão sendo cumpridos pela Polícia Federal 309 mandados judiciais, dos quais 27 são de prisão preventiva e outros 11 de prisão temporária, ainda na operação foram realizados 77 conduções coercitiva, onde a pessoa é levada para prestar depoimento e também 194 de busca e apreensão.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Corrupção

Está marcada para as 10 horas da manhã dessa sexta (17), uma entrevista coletiva no auditório da Superintendência de Policia Federal em Curitiba-PR onde a PF estará trazendo mais detalhes da operação e como o esquema funcionava.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo