Mais um crime bárbaro chocou o Brasil nesta primeira semana do mês de maio. Uma Jovem de apenas quinze anos de idade foi violentada sexualmente por três menores. Tudo aconteceu no município de Uruçuí, cidade localizada no sul do Piauí.

A jovem, mesmo grávida de aproximadamente seis meses, foi maltratada e estuprada em frente ao próprio namorado que estava com ela no momento do ocorrido. Após estuprar a garota, os três menores ainda degolaram o pescoço do namorado da vítima, que, em seguida, teve o corpo lançado dentro de um rio. Os menores ainda teriam registrado todo o crime através de câmeras de aparelhos celulares.

Mesmo com o fato do crime ter sido praticado com requintes de crueldade, a identidade dos menores não foi divulgada e, ao que tudo indica, eles poderão ser soltos a qualquer momento, mesmo tendo confessado a autoria do crime.

A notícia se espalhou por todo o estado do Piauí e hoje acabou ganhando repercussão nacional, sendo anunciado em diversos telejornais de renome no Brasil. Em depoimento dado na delegacia, os jovens afirmaram que, primeiramente, estupraram a jovem, eles faziam questão de que o rapaz visse com os próprios olhos a jovem que estava gravida de seu filho sedo estuprada por seus rivais. Em seguida, cortaram a cabeça dele, fazendo uso de uma faca tipo peixeira.

Ainda, segundo os menores, o jovem tentou se soltar para defender sua namorada, mas foi amarrado enquanto presenciava sua namorada sofrer um Estupro coletivo.

“O casal foi abordado quando trafegavam próximo a uma ponte, os menores os conduziram para dentro de um matagal e lá praticaram os crimes”, explicou o delegado à imprensa local. A própria jovem violentada foi quem ajudou a polícia solucionar o crime.

Os melhores vídeos do dia

Ela contou que mesmo após os menores terem matado o seu namorado, eles ainda a violentaram por mais alguns minutos e logo após resolveram liberá-la. “Mesmo abalada e sem muita força, eu sai correndo depressa, para minha sorte, encontrei uma viatura da Polícia Militar passando próximo ao local”, afirmou.

Os policiais agiram rápido e minutos depois conseguiram capturar os menores e encaminhá-los à delegacia do município.

O portal G1 da Rede Globo também divulgou o caso e explicou que a Defensoria Pública foi procurada, mas até o fechamento desta matéria não havia muitas informações sobre os menores. A polícia só divulgou que dois deles tinham a idade de dezesseis anos e o outro tinha apenas treze anos de idade.

Assista à reportagem no vídeo abaixo: