Circula pela internet um vídeo no qual o apóstolo Agenor Duque, da Igreja Plenitude do Trono de Deus, faz uma série de ironias e deboches à imagem de Nossa Senhora de Aparecida e dos santos católicos, durante um culto em sua igreja.

Para ironizar e tentar disfarçar a quem está se referindo, o apóstolo usa uma garrafa de Coca-Cola média e diz “Talvez aí na sua casa, em cima da televisão tem (...) uma deusa ou um santo parecido com essa garrafa. Até a cor é parecida (se referindo ao fato da imagem de Nossa Senhora de Aparecida ser negra). Para tentar escapar das críticas, ele diz em tom de ironia: “Mas é uma Coca, calma. Depois vão dizer que eu estava falando mal da sua santa”.

Continuando com as declarações ofensivas ele afirma: ”Ela não pode ajudar nem ela, pois nem o pó da cara dela ela pode tirar(...) A boca dela não fala, o ouvido não ouve".

Com a garrafa de Coca-Cola na mão, ele segue com as provocações, dizendo que é para tirá-la do pedestal que a pessoa tem em casa e que se ela cair ao chão (nesse momento ele atira a garrafa ao chão) não se levantará: “Desafio Ela a levantar. Estou falando da Coca, mas você sabem de quem estou falando”, afirma apontando para a tela, na sequência, empurra a garrafa com o pé e volta a dizer: “Tire ela daí, tire esse cavalo que está aí, com esse homem que está em cima (numa menção clara a São Jorge) e aceita Jesus Cristo como Senhor salvador”.

Católicos e outros religiosos se revoltam com vídeo

Milhares de católicos que assistiram ao vídeo ficaram indignados e protestaram nas redes sociais e nos fóruns.

“O ódio desse herege à Nossa Senhora apenas mostra a qual descendência ele pertence”, postou um internauta no YouTube. “Além de herege é covarde. Fala mal de Nossa Senhora e usa uma Coca-Cola como desculpa”, afirmou outro.

Internautas de diversas religiões também demonstraram repúdio à provocação religiosa. Um internauta afirmou: ”Sou cristão, Batista, porém não concordo, achei muito desnecessário os comentários desse pastor, cada um tem a sua fé e devemos respeitar isso.''

Em 1994, um pastor chutou uma imagem de Nossa Senhora de Aparecida

Em 12 outubro de 1994, em pleno dia da padroeira do Brasil, o bispo Sérgio Von Helde, da Igreja Universal do Reino de Deus, apareceu em um programa da Rede Record, ao lado de uma imagem de Nossa Senhora de Aparecida, além de ofender a santa, ele deu chutes na imagem. O caso ganhou enorme repercussão em todo país, e o bispo acabou tendo que ir morar no Estados Unidos.