Diz a máxima popular que, para morrer, basta estar vivo. Às vezes, esse ditado é tão verdadeiro que acidentes fatais como atropelamentos acontecem nos locais mais improváveis e mesmo que, teoricamente, as vítimas estejam protegidas e longe da agitação das ruas. E foi justamente isso o que aconteceu com um idoso de 84 anos, no interior de São Paulo, na tarde desta segunda-feira (28); ele morreu atropelado sem, ao menos, estar em um local onde sequer havia tráfego de veículos.

Publicidade
Publicidade

Tudo aconteceu muito rápido e, segundo informações dos vizinhos da vítima, a situação causou desespero em quem estava nas proximidades. Isso porque o atropelamento aconteceu após um choque violento entre um Jeep e o muro da residência do idoso, provocando um estrondo gigantesco.

Carro desgovernado invade residência e provoca tragédia

Segundo informações do portal G1, o caso foi registrado na cidade de Taubaté, por volta do meio dia, quando um Jeep desgovernado desceu a ladeira da rua da vítima, em alta velocidade.

O veículo era dirigido por uma mulher, que levava uma amiga no banco do passageiro.

O Jeep vinha em uma velocidade tão alta que, ao perder o controle, a motorista acabou invadindo a casa da vítima. O impacto foi tão forte que destruiu o muro e amassou parte do carro da família, que estava dentro da garagem.

Mas, como se não bastasse isso, o proprietário da residência, o senhor de 84 anos, identificado apenas como Sebastião, foi parar debaixo do carro.

Publicidade

A agitação e o barulho foram tão grandes que um clima de desespero se instalou no bairro. "Eu escutei um barulho muito forte, saí na rua, o filho do dono da casa gritava muito alto por socorro e o seu Sebastião, que era o dono da residência, estava debaixo do carro", contou uma vizinha à reportagem de uma emissora de TV local.

Veja como ficou o carro da família do idoso,atingido pelo Jeep que invadiu a garagem:

Idoso é retirado, mas acabou morrendo no hospital; motorista e amiga passam bem

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, no resgate foram usadas técnicas de atendimento pré-hospitalar e salvamento veicular para poder retirar o senhor Sebastião do local.

Ele foi encaminhado para um hospital de referência na região, mas infelizmente não suportou os ferimentos e acabou vindo a falecer dentro da unidade hospitalar.

Já a motorista do veículo e a mulher que era levada no banco do carona tiveram ferimentos na cabeça e no braço, mas o estado de saúde é considerado bom. Elas foram encaminhadas para o mesmo hospital onde o idoso morreu. A polícia ainda investiga as causas do acidente.

Leia tudo