2

Uma história com enredo maquiavélico e até mesmo assustadora, assim pode ser denominada a farsa vivida e inventada por uma mulher a fim de se vingar de seu ex-namorado. Um jovem descobriu, recentemente, na festa de um ano da filha que ele custeou, que a criança nunca existiu, não passou de um engodo calculado, de uma vingança cruel de sua ex-namorada. Entenda.

De acordo com o portal de notícias online, 'G1', o caso aconteceu na cidade de Ribeirão Preto, localizada no interior de São Paulo. A mulher, identificada como Pâmela Ribeiro Serveli, de 24 anos, enganou não só o seu ex-namorado e a família dele, como também a Justiça.

Ela inclusive falsificou exames que constatavam a gravidez e conseguiu na Justiça que Victor Guerino Sedassare, pai da suposta criança, custeasse todos os gastos da gestação e parto, porém, na verdade, a menina nunca existiu.

Exame

Victor e Pamêla mantiveram um namoro de aproximadamente 4 anos, depois romperam o relacionamento. De acordo com Victor, ela continuou insistindo em vê-lo e eles tiveram alguns encontros depois do término do namoro. Foi então que algum tempo depois do último encontro amoroso deles, Pamêla apareceu com um exame em mãos que mostrava que ela estava grávida.

Nunca conseguiu ver a filha

A 10 meses atrás, Victor foi diagnosticado com câncer na coluna e de lá para cá vem enfrentando um luta diária contra a doença. Nem mesmo sabendo do momento delicado diante do quadro de saúde do jovem, Pamêla foi capaz de voltar atrás e contar toda a verdade.

De acordo com Victor e familiares, a ex-namorada no jovem não estava sozinha nesta farsa. Os pais da mulher procuram Victor e sua família às vésperas do que seria a data do parto e os convidaram para assistir o nascimento da criança. Porém, eles recusaram, pois não tinham certeza em relação à paternidade.

A menina que não existe era chamada pela mãe de Laura. Pamêla chegou a colocar algumas fotos da criança nas redes sociais, mas em nenhuma delas aparecia o rosto da menina. Victor também nunca conseguiu conhecer a criança, sempre que marcavam um encontro, surgia algum imprevisto e Pamêla não aparecia com sua filha. [VIDEO]

Desconfiança

A mãe de Victor começou a desconfiar que algo estava realmente errado, e chegou a ir na casa da família de Pamêla, foi convidada a entrar, mostraram a ela o quarto do bebê, porém, dentro do berço, tinha uma boneca. Na ocasião, ela foi informada que a jovem teria saído com o bebê.

Pouco tempo depois, Rosa Helena Sedassare, procurou alguns vizinhos da família de Pamêla que informaram que nunca haviam visto a jovem com uma criança, ou mesmo sabiam que havia uma menina na casa da família dela.

Rosa contiunuou a investigar o caso e descobriu, junto ao laboratório onde o suposto exame de gravidez havia sido feito, que o documento era falso.

Festa de aniversário

A mãe de Victor procurou o juiz e informou que o teste de gravidez era falso e relatou sua desconfiança sobre a existência da criança. O juiz enviou um oficial de justiça na casa de Pamêla, informando que ela teria que comparecer ao fórum da cidade com a criança e a certidão de nascimento da mesma.

O oficial chegou na casa da mulher no dia 11 de julho, dia que supostamente Laura completaria 1 ano. A mulher havia organizado um festa para filha, distribuído convites para familiares, amigos e vizinhos, Victor chegou a pagar R$ 3 mil reais a um buffet para a realização do evento. Rosa Helena foi à festa, estava tudo lindo, mas a criança não estava lá. Quando questionada, Pamêla disse que a menina estava com o avô paterno e logo iria chegar.

Foi quando uma mulher invadiu a recepção e revelou para todos que Pamêla queria teria tentando sequestrar sua filha, para se passar por dela durante a festa de aniversário.

Investigação

A Polícia Civil está investigando o caso. Segundo o Ministério Público, trata-se de um crime gravissímo e que todos os envolvidos na farsa vão responder criminalmente. O advogado da mulher alegou que ela sofre de transtornos psiquiátricos.