Mais um crime de infanticídio revolta o Brasil. Segundo o site de notícias 'O Globo', uma criança de apenas 6 anos foi encontrada morta dentro de uma mala por volta da hora do almoço desta última sexta-feira, 25, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). O crime bárbaro foi rapidamente esclarecido pela Polícia Civil que chegou na assassina em pouco tempo. O crime que aconteceu na cidade de Almirante Tamandaré, num bairro muito humilde da cidade, Jardim Bonfim, assustou o moradores da comunidade, por se tratar de uma criança indefesa e pela motivação da assassina.

A assassina era uma vizinha do garoto que acabou confessando após ser pressionada pela Polícia Civil do estado do Paraná, ainda na sexta-feira. O crime teria sido motivado por desavença da criminosa com a mãe do garotinho.

Vizinha mata garoto de apenas 6 anos porque brigou com a mãe da criança

Segundo a Polícia Civil, o crime foi rapidamente esclarecido após as oitivas no local. A suspeita que foi ouvida inicialmente como testemunha começou a se enrolar durante seu depoimento e rapidamente virou suspeita.

Seu marido foi ouvido também foi ouvido e em pouco tempo os dois já haviam confessado o crime. A mulher foi presa como executora e o marido também foi preso suspeito de ajudá-la. Os investigadores revelaram que a motivação do crime foi totalmente banal. A criminosa confessa alegou que havia brigado com a mãe do menino dias antes do crime e por conta disso, decidiu se vingar da vizinha matando seu filho de apenas seis anos.

A suspeita ainda gozava de confiança da mãe do garoto, já que ela era quem cuidava do menino quando a mãe saía para seu trabalho.

Assassina era quem cuidava do menino na ausência da mãe

Para tornar o crime ainda mais bárbaro e cruel, a ré confessa ainda revelou que era ela quem cuidava do pequeno, que não teve o nome revelado por 'O Globo', quando a mãe saía para o trabalho. Segundo a assassina, ela agrediu a criança com pedradas e depois usou um fio de enceradeira para enforcá-lo até a morte. Após sua morte, a mulher ainda tentou ocultar o cadáver. Ela pegou uma mala no local, colocou o corpo da criança dentro e tentou esconder dentro de um forno em sua casa.

A suspeita tem 19 anos.

O primeiro a cair em contradição e entregar o crime acabou sendo o marido de 36 anos que já tem passagem pela polícia por outro crime bárbaro, ele estuprou a própria filha. Ele também foi preso acusado de ajudar a esposa de 19 anos a cometer o crime de infanticídio.

Segundo a polícia, a suspeita não apresentou nenhum tipo de remorso.

Comentem!

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo