Uma professora foi covardemente agredida por um aluno de 15 anos dentro de seu local de trabalho, ou seja, sua sala de aula. O triste episódio aconteceu no município de Indaial, em Santa Catarina, nesta segunda, 21. A professora, que se chama Marcia Friggi, de 52 anos, relatou que teve um livro arremessado em sua direção além de ter sido agredida com socos por um aluno após ele ter sido expulso de sala. A notícia foi publicada também no jornal O Globo, após o relato da professoraem sua conta pessoal no Facebook.

Professora foi agredida por aluno de 15 anos e relata no Facebook agressão

Em seu Facebook, Marcia Friggi relatou toda a agressão com detalhes e ainda postou fotos com o rosto ensanguentado, mostrando o quanto foram graves as agressões do aluno. Em seu relato, a professora conta que o aluno estava com o livro sobe suas coxas e a professora pediu então que ele colocasse o mesmo sobre a mesa. A resposta recebida foi agressiva: 'Coloco meu livro onde eu quiser', disse o agressor.

A professora retruca e o aluno com grosseria manda a professora se f*.

Com a atitude do aluno, a professora não teve outra alternativa a não ser expulsá-lo de sala. Marcia pediu para que ele saísse de sala e a reação do aluno foi levantar-se e jogar o livro eu direção a sua cabeça. A princípio a professora diz que o ato não a feriu. Já na direção da escola, ela relatou o ocorrido, e o agressor disse que era tudo mentira da mulher.

Marcia Friggi então disse que não poderia ser mentira, já que toda a sala viu e pode comprovar o fato. Segundo Friggi, não deu tempo de mais nada, o aluno levantou e começou a esmurrá-la sem que ela pudesse se defender. Marcia disse que o garoto era forte e ela uma senhora de 52 anos ficou completamente indefesa.

Aluno dá socos na professora de 52 anos que fica ensanguentada

A mulher postou fotos em seu Facebook com o rosto repleto de sangue e relatou estar dilacerada, tanto fisicamente quanto psicologicamente, já que ela sabe que, infelizmente, ela não será a única vitima de alunos delinquentes.

Em seu relato, Marcia ainda diz estar completamente desamparada e repassa um pouco do sentimento que passa todos os professores brasileiros.

Como trabalha em uma escola do Estado, ainda alerta que o governo abandona seus professores e os desampara em situações como esta.

A publicação original já contava com milhares de compartilhamentos e a história se espalhou na rede, merecendo mensagens de apoio e carinho de amigos e desconhecidos.

Inclusive de alunos da professora.

A Secretaria Municipal de Educação de Indaial disse que está averiguando o caso para tomar as providências. Já Marcia Friggi não havia retornado o contato do jornal O Globo.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo