Uma mulher morreu após ser atropelada pela namorada na madrugada do último sábado (16), na frente de um motel localizado na avenida Fernando Guilhon, no bairro Jurunas, na cidade de Belém, no Pará. A acusada de ter cometido o crime foi identificada como Dyone Reis. Para a polícia, ela é a principal suspeita de ter assassinado a namorada, identificada como Laura Maria. Segundo informações da imprensa local, Dyone está foragida, mas uma fonte próxima aos advogados de defesa da suspeita afirmou que ela vai se entregar para a polícia.

Segundo informações repassadas pela polícia, a vítima, Laura, já estava desconfiada que a namorada Dyone estava tendo um caso amoroso com outra mulher. Laura resolveu seguir Dyone até o motel. Por volta de 1 hora da madrugada de sábado, Laura viu Dyone saindo do motel junto com a amante. A vítima foi até a companheira, ficando na frente do carro para impedir que ela deixasse o local. Dyone, por sua vez, acelerou o veículo e atropelou a vítima, em seguida, fugiu do local tomando rumo ignorado.

Logo o socorro foi acionado por uma testemunha, relatando que uma mulher havia sido atropelada e seu estado de saúde era gravíssimo devido ela ter batido com a cabeça no asfalto. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) compareceu ao local informado, mas os socorristas não puderam fazer mais nada, pois a vítima já estava sem os seus sinais vitais. A polícia também esteve na cena do crime, em seguida, o local foi isolado para o trabalho da polícia.

Logo após o corpo de Laura foi recolhido e levado paro o IML da cidade, onde passou pelos procedimentos necessários e, em seguida, ficou à disposição de seus familiares para o sepultamento.

A vítima estava desconfiada que estava sendo traída

Cerca de seis dias antes do incidente, a vítima fez uma postagem no seu perfil da rede social Facebook dizendo que uma mulher, para ser boa, tem que ser ciumenta.

Segundo informações de uma amiga da vítima, que preferiu ficar em anonimato, a vítima e Dyone já estavam namorando há mais de 5 anos. De acordo com a amiga, a vítima já estava desconfiada que a acusada estava a traindo, mas ele queria ver com os próprios olhos. A amiga afirma que Laura amava muito a acusada, acrescentado que os familiares de Laura apoiavam o relacionamento das jovens.

Nas redes sociais, amigos e familiares da Laura lamentaram sua morte.

Uma irmã da vítima identificada como Silvana, relatou que a família está muita abalada e não quer se pronunciar sobre o assunto. Até o fechamento desta edição, a suspeita ainda não havia se entregado para a polícia. O caso está sendo investigado.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo