Uma grande polêmica foi instaurada em Porto Alegre a partir da exposição Queermuseu, que reunia obras de diferentes artistas e expressava conteúdo de diversidade [VIDEO] a partir de temáticas vinculadas aos grupos LGBT. No último final de semana, grupos como o Movimento Brasil Livre criticaram fortemente a mostra e fizeram com que o santander, que abrigava o evento, cancelasse a exposição.

No entendimento dos críticos, algumas obras faziam apologia à zoofilia e à pedofilia.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Polícia

A principal reclamação era sobre até que ponto as crianças lidariam bem com esse tipo de expressão artística. No domingo, o Santander se posicionou para explicar o cancelamento e chegou a pedir desculpas no caso de alguém ter se sentido ofendido.

Inicialmente, a exposição [VIDEO] iria até o dia 8 de outubro, mas ela já está vetada e, segundo os organizadores, está descartada a possibilidade dela ser levada para algum outro espaço. Ao mesmo tempo, de acordo com o jornal O Globo, o Santander pretende devolver o valor recebido pela Lei Rouanet, que gira em torno de aproximadamente 800 mil reais. Esta lei prevê benefícios fiscais.

Veja abaixo algumas das obras demonstradas pelo Queermuseu e que levantaram uma enorme polêmica: