Já mostramos aqui neste portal de notícias diversos casos de #Preconceito que acabaram chocando o país. Desta vez, mais um caso vem repercutindo na internet e mostra um casal negro sendo acusado de ter sequestrado uma criança branca.

Edivaldo e Elisângela, residentes de Magé, no Rio de Janeiro, estavam fazendo compras em um supermercado na noite da última segunda-feira (9). Eles decidiram levar consigo o menino Cristiano Ronaldo, neto de uma senhora, amiga e vizinha de longa data, que autorizou o casal a sair com o garoto enquanto faziam as compras. [VIDEO]

Ao entrarem no supermercado, tudo corria dentre os conformes, até que, de repente, uma mulher identificada por Amanda Marques Costa, chamou o menino ao canto, pois cismou que o mesmo estaria sendo vítima de um sequestro, pois definiu que, pelo fato do casal ser negro e a criança branca, poderia estar acontecendo algo errado, no mínimo suspeito.

O casal afirmou que a situação foi totalmente desconfortável. Diante de todos que ali estavam, foram envergonhados, pois a mulher passou a gritar dentro do supermercado sob a tal afirmativa preconceituosa. O caso acabou parando na delegacia.

Internautas ficam revoltados com preconceito dentro de supermercado no Rio de Janeiro

O vídeo que se espalhou pela internet foi gravado pela própria Elisângela que, indignada com o ocorrido, afirmou que vai lutar para que a Justiça tome as devidas providências contra a mulher que é dona de um restaurante na localidade e que que fez questão de levar o caso para a delegacia, pois mesmo diante da confusão, não acreditou na versão do casal e pediu a presença da polícia ao local.

Elisângela desabafou para todos que acompanhavam a situação em frente ao estabelecimento: “Essa mulher está sendo racista, isso não deve ficar impune.

Nós não somos pais do garoto, mas temos autorização para sair com ele. Essa mulher nos acusa porque somos negros e a criança é branca”, disse.

Ao chegarem na delegacia, o delegado efetuou uma ligação para a avó do garoto que confirmou ter dado autorização para o casal sair com seu neto. O delegado ainda teria pedido para que o casal esquecesse a situação e deixasse para lá, porém o casal afirma que vai querer a atuação da Justiça e que a mulher pague pelo crime cometido.

A mulher que fez as acusações é bastante conhecida na localidade, pois é a proprietária do famoso restaurante “Galeto na Brasa”, lugar muito frequentado em Magé [VIDEO].

Nas redes sociais, o vídeo tem causando grande revolta nos internautas que concordam que a mulher seja penalizada na forma da lei, pelo crime de preconceito. Assista ao vídeo abaixo:

E você, qual a sua opinião sobre o ocorrido? Deixe seu comentário #Magé #Racismo em supermercado