Uma tragédia foi evitada em São Paulo, município de Angatuba (SP) por conta da calma de uma professora. A profissional da Escola Affonso Basile dava sua aula quando um homem armado invadiu a sala nesta quinta-feira, 25, com uma faca e tentou sequestrar dois de seus alunos. Yeda Carla Abílio Ribeiro, conta que a situação foi muito tensa e poderia ter sido finalizada com uma tragédia, mas o desfecho da história acabou sendo outro.

A professora relata os momentos de pânico vividos por ela e pelas crianças diante da tragédia iminente. O homem agarrou dois meninos e disse que ele era o pai das crianças. Muito agressivo e portando uma faca, nitidamente via-se que ele estava mentindo.

Homem armado agarra duas crianças em escola e tenta sequestrá-las

O homem tem 29 anos e nasceu no Piauí. Ele foi preso e levado à delegacia, mas como não houve feridos, foi enquadrado 'apenas' em perturbação do sossego e logo foi liberado pela polícia novamente.

Mais tarde o homem foi detido novamente porque ameaçou funcionários em uma unidade de saúde do município e ainda tentou entrar em outra escola.

Ainda segundo a polícia o problema do homem é que ele sofre de transtornos mentais e precisa tomar remédios controlados para manter o comportamento sem alterações.

Professora mantém a calma e salva os alunos

Diante de toda a tensão do momento, a professora Yeda conseguiu manter a calma e mesmo diante de toda a violência da cena, com uma conversa serena, conta que conseguiu dissuadir o homem de levar seus dois alunos e fazer com que ele procurasse a diretora para apresentar documentos comprovando ser o pai dos meninos e daí então poderia levá-los.

A professora disse que jamais viveu algo parecido em sua vida. E ela se sentiu na obrigação de salvar as crianças já que os pais deixam as crianças sob seus cuidados.

Homem invade escola

O homem já rondava a escola desde às 6h. A equipe da PM, ao ser informada da invasão, chegou ao local e conseguiu detê-lo. Ele ainda se exaltou e tentou fugir, mas foi contido e algemado. O homem realmente tem filhos, mas eles estão no Piauí e o caso foi registrado como perturbação do sossego, mesmo que ele estivesse portando uma faca com lâmina de 20 cm, foi liberado sem sequer ser preso.

O homem tem problemas mentais e carece de medicação. O secretário de educação do município deu uma entrevista ao G1 e afirmou se tratar de um caso isolado, mas deverá tomar medidas cabíveis para evitar entrada de estranhos nas dependências da escola.

Comente!

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo