A Polícia prendeu um homem por volta das 21 horas da última quarta-feira (11), acusado de manter uma mulher em cárcere privado, no bairro do Muca, no Macapá. A vítima era uma jovem de apenas 25 anos, que teve a cabeça, a genitália e as sobrancelhas raspadas [VIDEO] pelo agressor, pois o mesmo não estava aceitando o fim do relacionamento e acusou a vítima de traição. O acusado de ter cometido o crime bárbaro foi identificado pela polícia como Alisson Ruan Dias Viegas, de 22 anos, que está cumprido pena por tráfico de drogas no regime semiaberto.

Vizinhos ouvem pedidos de socorro e acionam a polícia

Ocaso só veio à tona após os vizinhos ouvirem pedidos de socorro vindo da casa da vítima.

Em seguida, acionaram a polícia relatando que uma mulher estava sendo mantida presa dentro de uma residência. Diante dos fatos, os policiais se deslocaram até o local informado, e, ao entrarem na casa, a vítima foi encontrada despida, com vários hematomas pelo corpo, amordaçada e com a cabeça rapada. [VIDEO]

Na casa do acusado havia vários objetos de valor de origem duvidosa

Segundo o tenente Isacson Júnior, da PM, na residência os policiais encontraram vários objetos de valor, que tudo indica serem produtos de furtos. O acusado foi preso em flagrante, em seguida, levado para uma unidade policial da cidade. Em seu depoimento, o homem alegou que a companheira tinha lhe traído. Isacson relatou que o acusado estava pronto para violentar a vítima se a polícia não chegasse a tempo. [VIDEO]

A mulher disse que já foi agredida pelo homem outras vezes, mas não denunciou por medo

A vítima também prestou depoimento, segundo ela, na tarde de quarta-feira, ela estava na residência de uma colega, localizada no mesmo bairro da casa do acusado.

Quando de repente o ex chegou ao local e a arrastou à força até a residência dele, onde foi agredida. A jovem disse que já havia sido vítima de violência doméstica pelo acusado, mas não relatou a agressão, pois ficou com medo dele. A mulher teve um relacionamento com o homem por cerca de 2 anos, até ele ser preso por tráfico de drogas.

Alisson foi encaminhado para um presídio na localidade, onde ficará à disposição da Justiça. Um inquérito policial foi aberto e o caso está sendo investigado. Os cabelos da mulher foram recolhidos e servirão como provas para o inquérito. Como esta história faz você se sentir? Você já sofreu algum tipo de violência doméstica? Compartilhe seus sentimentos e reações na seção de comentários abaixo. Não se esqueça de nos seguir para ter as melhores notícias do Brasil e do mundo.