Uma menina de apenas 12 anos é a mais recente vítima da violência no Rio de Janeiro. A garota estava na comunidade da Rocinha e tinha saído da igreja quando foi atingida por uma bala perdida.

O caso aconteceu na noite desta quarta-feira (25) e chocou o país inteiro. Na manhã desta quinta (26), este assunto já é um dos mais comentados do Twitter e os internautas postam comentários revoltados, pois as autoridades parecem não fazer nada a respeito e a situação vai piorando dia após dia.

A bala atingiu a barriga da menina, saindo por uma das nádegas.

Ana Clara Barbosa da Silva estava apenas fazendo uma oração, pedindo a Deus por sua família, seus coleguinhas e quem sabe, até pela paz no Rio e acabou sendo baleada.

A ambulância levou a garota para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e logo em seguida ela foi transferida para o Hospital Municipal Miguel Couto. Durante a madrugada, ela foi submetida a uma cirurgia e agora está se recuperando.

Testemunhas contaram que um bandido invadiu um supermercado que fica próximo à Igreja Nova Aliança Cristã. O homem estava mascarado, por isso não pode ser identificado por quem estava no local. Um homem, que ainda não foi identificado, conseguiu deixar o supermercado e foi até uma Unidade de Polícia Pacificadora da Rocinha para avisar aos PMs sobre o assalto que estava sendo realizado.

O assaltante chegou a disparar algumas vezes na direção deste homem para impedi-lo de chegar até a UPP e um dos disparos acertou a menina. Uma pessoa que estava no local no momento que tudo aconteceu, mas que pediu para não ser identificada, contou que a segurança por lá já não existe mais e que a menina de 12 anos é vítima desta realidade que vem tomando conta de todos os lugares no Rio de Janeiro.

Só que a Polícia Militar deu uma outra versão para o caso, alegando que havia dois homens brigando e um deles começou a disparar, quando uma das balas atingiu a menina. Os moradores alegam que os policiais da UPP da Rocinha não socorreram a criança baleada. Tem ainda uma outra versão, onde duas facções rivais estavam em confronto e o tiroteio era grande, sendo que uma das balas acertou a barriga da menina.

A família da vítima está no hospital acompanhando sua recuperação. A cirurgia terminou por volta das 3 horas da madrugada e o quadro dela é estável. Felizmente, ela já não corre risco de morrer, mas ficará traumatizada e precisará contar com o apoio de um psicólogo para retomar sua rotina.

Somente as denúncias anônimas poderão levar a polícia até a pessoa que disparou este tiro, já que não é possível fazer um retrato falado do suspeito.

Não perca a nossa página no Facebook!