Um menino de apenas 1 ano foi encontrado sozinho vagando pelas ruas da cidade de Cascavel no Paraná. A história que pode ser relembrada a seguir, começa a ter seus primeiros indícios de solução, depois que a delegada do Núcleo de Proteção de Crianças e Adolescentes Vítimas de Crimes, dra Raissa Scariot revelou que ele pode ser paraguaio.

Com esta informação, pode-se tentar associá-lo a um crime muito mais brutal e a uma suspeita, Maria Conceição Queiroz, ou Maria Paraguaia, que é uma mulher que disse à polícia que achou o menino, mas pode estar numa outra condição muito pior.

É que ela passa a ser suspeita de intermediar uma adoção ilegal do menino, que teria sido encontrado vagando pela cidade do interior do Paraná.

Caso do menino que vagava pelas ruas de Cascavel será enviado à Polícia Federal

A delegada do caso revelou a importância da divulgação da foto do menino pela internet. Esse fato acabou ajudando a avançar as investigações. Como o caso agora pode-se tratar de tráfico de pessoas o mesmo será conduzido de agora em diante com a Polícia Federal.

Ao chegar na casa suspeita, que na terça-feira, 24, foi à delegacia prestar depoimento, foram encontradas outras duas meninas, uma de nove e outra sem identificação.

Agora a polícia também quer saber quem são e qual a ligação das crianças com a mulher.

A princípio, como a mulher declarou ter achado o menino, ela foi ouvida como testemunha. Apesar do comportamento incomum, nada ligava-a com um crime, por isso ela saiu da delegacia pela porta da frente, segundo a delegada.

A polícia não descarta o envolvimento de mais pessoas no caso e agora o desafio é encontrar os pais do menino, provavelmente no Paraguai.

A polícia também quer saber quem seria a família brasileira (provavelmente) que receberia a criança por meio de uma adoção ilegal.

O promotor público que defende a mulher, Maria Paraguaia, não quis se pronunciar por não ter tido ainda acesso aos autos.

Relembre o caso:

Dia 10 de outubro, uma mulher de nome Maria acionou a polícia por ter supostamente encontrado um menino de cerca de um ano vagando pelas ruas de Cascavel, no interior do PR.

Já na tarde de segunda-feira, 23, a polícia divulgou a foto do menino e a partir daí a delegada revelou que a investigação começou a andar. O menino que teria sido supostamente abandonado e encontrado por Maria Paraguaia, pode ter sido vítima dela mesma, num caso de adoção ilegal que talvez não tenha dado certo.

Quem cuidou do caso até então foi Núcleo de Proteção de Crianças e Adolescentes Vítimas de Crimes, aos cuidados da delegada Raissa Scariot.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo