Um menino que foi encontrado sem os pais em Cascavel, uma cidade no Paraná, pode ter ligação com algum crime que ainda não foi descoberto na região, conforme informou a polícia que investiga o caso. A criança foi encontrada sozinha por uma moradora que resolveu acionar o Conselho Tutelar no último dia (10) de outubro. Desde então ninguém procurou pela criança e o fato está preocupando as autoridades que ainda não sabem onde se encontram os responsáveis legais pela criança.

Nenhum desaparecimento foi registrado na região, e no momento em que ele foi encontrado, a criança só sabia chamar pelo seu pai.

Polícia divulga foto de criança na esperança de encontrar os responsáveis por ele

Uma foto da criança foi divulgada nesta segunda-feira (23) pela polícia em busca de encontrar os responsáveis pelo menino que está sob o cuidado do Conselho Tutelar de Cascavel - PR. O menino foi encontrado por uma moradora andando sozinho na rua em um bairro chamado Cascavel Velho. A mulher estava jantando no momento em que encontrou a criança, quando escutou os cachorros latirem demonstrando que existia alguém por perto.

Quando a mulher chegou na rua, ficou espantada, ao perceber que a criança estava sozinha em frente a sua casa.

Criança estava com febre e com fome quando foi encontrada sozinha por mulher

A criança estava com febre no momento em que foi encontrada pela mulher que cuidou inicialmente do bebê. O marido dela providenciou fraldas para que a criança fosse trocada e deram comida ao pequeno que estava com fome.

A família cuidou da criança até a chegada do conselho tutelar que foi acionado pela mulher que encontrou o menino vagando pela rua sozinho.

Crime pode estar envolvido por trás de desaparecimento de criança em Cascavel

A delegada responsável pelo caso, Raissa Vargas Scariot, aponta que a principal linha de investigação é para abandono de menores de idade. A criança poderia ter sido abandonada pelos pais, mas Raissa aponta que outro crime pode estar por trás do aparecimento da criança sozinha na rua, e que isso já aconteceu outra vez no município.

Em agosto de 2002, Leriel foi encontrada sem os pais sozinha na rua com apenas um ano e três meses de vida. A mãe da garota havia sido morta após o pai da criança encomendar a morte da companheira. A menina teria sumido até então e somente após dez dias do crime, os responsáveis de Leriel reconheceram a menina e puderam ficar com a criança.

Reviravolta no caso

No começo da tarde surgiu uma novidade no caso, falando que criança pode ser do Paraguai e ser vítima de tráfico infantil.

De acordo com a delegada, as investigações avançaram depois da divulgação da foto da criança. Por ter suspeita de que a criança pode ter sido vítima de tráfico infantil, o caso será passado a Polícia Federal.

Não perca a nossa página no Facebook!