Você se lembra de Suzane von Richthofen e Anna Carolina Jatobá? Difícil mesmo é esquecê-las. As duas protagonizaram dois dos crimes que mais chocaram a população no Brasil.

Ambas deixaram a penitenciária de Tremembé na manhã desta quarta-feira (11), depois de serem agraciadas com o benefício da saída temporária em virtude do Dia das Crianças. Esta é uma entre as cinco datas do ano que elas têm direito a deixar a prisão. Para tirarem a “folga”, elas precisam apenas informar à Vara de Execuções Criminais o endereço onde ficarão, seguindo as restrições de horários impostas ao regime.

O benefício concedido à Anna Carolina Jatobá para o Dia das Crianças gera questionamentos semelhantes ao benefício do Dia das Mães concedido à Suzane von Richthofen devido às acusações sob as quais cada uma delas foi condenada.

Relembre os casos envolvendo Suzane Richthofen e Anna Jatobá

Suzane von Richthofen foi condenada a 39 anos e 6 meses de prisão pelo mando do assassinato de seus pais, Manfred e Marísia von Richthofen. Na época, Suzane havia começado um relacionamento com Daniel Cravinhos que não tinha nenhum apoio das famílias, especialmente dos Richthofen.

Devido aos conflitos causados pelo relacionamento, Suzane e Daniel planejaram simular um caso de latrocínio – roubo seguido de morte – para que se justificasse o assassinato do casal. Manfred e Marísia eram engenheiro e psicóloga, respectivamente. Estima-se que o salário de Manfred era de R$11 mil mensais e o de Marísia cerca de R$20 mil mensais. O patrimônio do casal era avaliado em cerca de R$11 milhões em valores atualizados. Dessa forma, Suzane e Daniel pretendiam ficar com parte dessa herança após o assassinato.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Famosos

Em 31 de outubro de 2002, Suzane abriu a porta da mansão onde morava com seus pais para Daniel e seu irmão, Cristian Cravinhos, que foram para o segundo andar do imóvel e mataram Manfred e Marísia com pauladas na cabeça.

Já o caso de Anna Jatobá, esta foi condenada juntamente com Alexandre Nardoni pelo assassinato de Isabella Nardoni, de apenas 5 anos. Alexandre e Anna, respectivamente pai e madrasta da criança, teriam jogado Isabella do sexto andar do Edifício London, localizado na zona norte de São Paulo.

Alexandre foi condenado a 31 anos, 1 mês e 10 dias pelo assassinato de sua filha, sendo considerado um agravante o fato de Isabella ser sua descendente, e Anna foi condenada a 26 anos e 8 meses de reclusão.

Saídas temporárias geram revolta na população

Embora sejam permitidas pela justiça do Brasil, grande parte da população se revolta com a saída temporária dessas mulheres em datas como o Dia das Mães, Dia dos Pais e Dia das Crianças. O fato de terem sido condenadas pelo assassinato dos próprios pais e de uma criança de 5 anos de idade tornam o benefício questionável e levanta revolta na sociedade brasileira.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo