A Creche é um lugar que, além de promover educação para crianças pequenas, auxilia aos pais que trabalham e não podem cuidar dos filhos por algumas horas do dia. Nela, as crianças podem estudar, brincar e se divertir com segurança, pelo menos foi o que pensaram os pais das crianças que estavam na creche de Janaúba hoje pela manhã.

Um segurança, Damião Soares dos Santos, de 50 anos, que trabalhava no local provocou um incêndio rapidamente na instituição na manhã desta quinta-feira (05/10), sem motivo aparente e feriu várias pessoas.

Segundo informações de pessoas que estavam presentes na hora do ocorrido, o homem incendiou o próprio corpo e depois foi na direção das crianças, que estavam em aula daquele momento.

A creche pegou fogo após o ataque e os bombeiros foram acionados. A Ambulância também foi chamada rapidamente para socorrer os feridos. De acordo com informações da polícia que atendeu ao caso, foi um total de 40 pessoas feridas pelo fogo e 4 das crianças crianças atingidas morreram.

O incendiário ficou gravemente ferido com as queimaduras e ficou em estado grave no hospital da cidade. Ele não conseguiu resistir e foi a óbito hoje à tarde, segundo o delegado responsável pelo caso, Bruno Barbosa Fernandes. Bruno falou em entrevista que é possível que o inquérito seja arquivado por causa da morte o segurança.

O homem foi investigado pela polícia após o incidente para descobrir possíveis causas que o teriam levado a cometer um crime tão bárbaro.

O delegado afirmou que ele tinha problemas mentais e chegou a ser atendido pelo Serviço de Atenção Psicossocial (CAPS) para tratamento. Ainda segundo o delegado, o criminoso não havia manifestado nenhum sinal de perigo contra os profissionais ou as crianças da creche e tinha pouco contato com elas por trabalhar apenas no período da noite

A população da cidade de Janaúba ficou apavorada ao ver as cenas de horror que tornaram vítimas dezenas de inocentes.

O prefeito do município também foi entrevistado e disse que o funcionário retornaria de suas férias nesta quinta. Ainda segundo ele, o homem entrou na creche com um balde dizendo que estava ali para mostrar um atestado médico e disse que não estava sentindo-se bem. Depois, o homem pegou o balde, que continha álcool e jogou o produto sobre si e nas crianças, colocando fogo em seguida.

O prefeito continuou a entrevista dizendo que poderia ter sido pior, pois na sala vizinha estavam os bebês, que seriam mais difíceis de retirar do local em chamas.

Um vídeo feito por quem estava próximo ao local, mostra as pessoas em desespero após o caso. Veja.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo