O culto em uma igreja evangélica de Tatuí, cidade do interior de São Paulo, quase acabou em tragédia depois que um dos fieis subiu no palco onde era realizada a pregação e tentou atacar o pastor com uma faca. As imagens foram transmitidas ao vivo pela página do Facebook da igreja “O Brasil para Cristo”. O caso aconteceu na noite do último domingo (5) e o agressor foi preso.

No vídeo, é possível ver que a igreja estava lotada. Nesse momento, o pastor Gétero Augusto de Camos lia alguns versículos da bíblia para a plateia quando um rapaz se aproxima calmamente, sobe no púlpito, e tira uma faca da cintura.

Nesse instante os fieis começam a gritar e o pastor percebe a aproximação do agressor, que não se intimida e tenta desferir vários golpes na vítima. Em seguida, um grupo corre em direção ao rapaz e consegue desarmá-lo. Durante o Ataque, o pastor grita várias vezes “o sangue de Jesus tem poder” enquanto tenta se proteger da agressão.

Visivelmente nervoso, o pastor começa a rir e a comemorar o fato de não ter sido esfaqueado: “tá na mão, glória Deus, aleluia”, diz, enquanto o rapaz é retirado do local. Na sequência o culto continua, como se nada tivesse acontecido. Por sorte ninguém ficou ferido.

Veja o vídeo do fiel atacando pastor

Diversos fieis acompanhavam o culto ao vivo pelo Facebook no exato momento do ataque.

Durante a transmissão, muitos deles deixaram mensagens de apreensão e medo, mas também de agradecimento pelo pastor não ter se ferido durante o ataque. “Glória Deus. O senhor livrou o pastor de um mal maior”, diz um fiel. Ele só podia estar possuído”, diz outra seguidora.

Segundo a Policia Militar de São Paulo, que atendeu a ocorrência, o rapaz foi preso e levado para uma delegacia da região.

Ele teria dito aos policiais que tentou atacar o pastor porque não estava gostando do culto. O agressor também teria afirmado que frequenta a igreja há mais de 10 anos e que não tem nenhum desentendimento pessoal com o pastor. Em seguida, ele assinou um termo circunstanciado e foi solto para responder o processo em liberdade.

Mais tarde, durante entrevista sobre o caso, o pastor revelou que o jovem premeditou o ataque apenas para testar se “Deus é Deus” e que teria ficado irritado com uma canção do culto. "Achei que ele tinha uma arma de fogo e fiquei com medo de morrer", disse o pastor. Segundo os policiais apuraram, o agressor revelou ainda que teria problemas pessoas e que estaria revoltado pelo fato da mãe estar cega.

Siga a página Curiosidades
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!