Um vídeo que se tornou viral na madrugada desta quarta-feira (22) mostra dois garotos trocando beijos na festa de aniversário de um deles. Durante as imagens que foram compartilhadas milhares de vezes na internet, é possível ver que o tema da festa é a drag queen mais badalada do momento, Pabllo Vittar. A decoração é simples, mas se nota várias fotos da cantora expostas na parede e o rosto dela estampa o bolo de aniversário.

De acordo com o portal de notícias 'TN Online Uol', o Vídeo começou a ser compartilhado na madrugada desta quarta-feira e logo casou rebuliço na internet. E creia, este foi um dos assuntos mais falados nas redes sociais nesta quarta-feira, gerando muita polêmica e revolta, principalmente porque o aniversariante tem apenas 12 anos e seu namorado 14 anos.

Repercussão do beijo

Assim que o vídeo começou a circular, as pessoas começaram a emitir as suas opiniões. Muitos creditam essa atitude à 'esquerda' do Brasil, outros culpam a mídia, já muitos acreditam que os pais dos dois garotos são responsáveis pela sexualização precoce dos meninos e pedem até que a guarda das crianças seja retirada dos pais.

É claro que a cantora Pabllo Vittar também levou sua cota de culpa diante do compartilhamento massivo do vídeo. Tem quem acredite que a "má" influência da drag queen é capaz de forjar a opção sexual das crianças.

Outro ponto que também chamou bastante atenção nas imagens é a maneira como foi cantado o 'parabéns'. A letra foi erotizada e é possível ouvir palavras de baixo calão.

Veja aqui alguns comentários que circulam nas redes sociais:

É evidente que este assunto ainda vai gerar muito debate, é preciso ressaltar que de acordo com o código penal vigente no Brasil, como mostra o Artigo 217-A, é crime “Ter conjunção carnal ou praticar outro ato libidinoso com menor de 14 (catorze) anos”.

Cura gay

Junto com a polêmica do beijo entre os garotos, veio à tona mais uma vez o tema 'Cura gay'. Muitas pessoas acreditam que as famílias destes dois garotos e os menores precisam de tratamento psicológico e, quem sabe assim, encontrar a cura para a homossexualidade.

A chamada "cura gay" foi liberada para ser praticada no Brasil por psicólogos que acreditam que é possível, através de uma terapia de reversão sexual, mudar a opção e/ou desejo sexual de um indivíduo.

Vale lembrar que este tipo de tratamento foi proibido pelo Conselho Federal de Psicologia desde 1999. A liberação da terapia de reversão sexual é considerada como uma medida retrógrada e foi duramente criticada pelos grupos que representam as minorias.

Assista ao vídeo que causou revolta e polêmica. Vale ressaltar que a imagem dos menores foi preservada e que as palavras de baixo calão retiradas:

Siga a página Curiosidades
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!