Um menino de apenas 2 anos de idade, e a tia dele, de 18 anos, não resistiram e faleceram, depois que foram vítimas de um atropelamento, por um carro de luxo, que estava em alta velocidade, na Avenida Doutor Waldemar Leão, em Santos, cidade localizada no litoral do Estado de São Paulo. O acidente aconteceu no início da tarde da terça-feira, dia 31.

Segundo informações da Polícia, que abriu inquérito para investigar o caso, o carro surgiu na avenida em alta velocidade, após sair do túnel e atropelou as vítimas, que atravessavam a pista para chegar até o canteiro central.

Publicidade
Publicidade

O motorista se evadiu do local sem prestar socorro e abandonou um carro de luxo, há alguns quilômetros do local do atropelamento, fugindo a pé. No carro é possível ver as marcas no para-brisa, resultado do impacto.

As vítimas foram identificadas como Enzo Henrique Siqueira Ricardo, que segundo informou a Família, estaria prestes a completar 3 anos, que chegou a ser resgatado com vida e encaminhado ao pronto socorro, mais não resistiu e veio a falecer, quando ainda estava a caminho do hospital.

A outra vítima era tia de Enzo, Isabel Cristina Siqueira Rodrigues, que foi socorrida em estado grave, passou por inúmeros exames e depois por um procedimento cirúrgico, mas também não resistiu e faleceu na manhã desta quarta-feira, (01).

Em nota a Santa Casa de Santos, informou que Isabel deu entrada na unidade em estado grave, inicialmente com diagnóstico de traumatismo cranioencefálico, foi submetida a uma série de exames, dentre eles uma tomografia para que uma equipe de neurocirurgia pudesse avaliar melhor o quadro.

Publicidade

Além do traumatismo a jovem teve o fêmur fraturado, apresentou lesão grave nos pulmões e precisou ter o baço retirado.

A família chegou a fazer campanha nas redes sociais, solicitando a solidariedade dos moradores, para que fossem doar sangue para a jovem.

Segundo informações da família, a jovem e a criança residiam em um morro próximo à avenida onde foram atropelados, e que faziam esse caminho todos os dias, para levar o irmão de Enzo até o ponto de ônibus escolar, e que já estavam voltando para casa, quando foram atropelados.

O ocorrido foi registrado na 2º DP e até o momento os policiais não tinham conseguido localizar o condutor do veículo. A polícia informou ainda, que localizou o proprietário do carro, que disse ter vendido o veículo recentemente para outra pessoa. O veículo foi encontrado e apreendido.

Leia tudo