Três suspeitos estavam em um carro preto à procura de vítimas, por volta das 19h00, próximo ao bairro de Bela Vista, interior de Cuiabá.

Os mesmos estavam no bairro de Bela Vista procurando possíveis pessoas para roubar. Um dos indivíduos que estava no controle do veículo, visualizou um carro branco da marca Chevrolet Ônix. Assim que o semáforo fechou, os três suspeitos desceram do carro e foram até o veículo para anunciar o assalto. Chegando lá, os suspeitos tiveram uma grande surpresa.

Assim que se aproximaram, pediram para a vítima sair do carro e entregar o celular.

Sem esboçar nenhuma reação, a vítima fez o que os bandidos pediram e se afastou do carro. Após a distração dos indivíduos, a vítima, que era um investigador da Policia Civil, sacou sua pistola e deu voz de prisão aos bandidos. Um deles reagiu, atirando pra cima do policial, que revidou.

O policial chegou a fazer oito disparos, sendo que dois pegaram na perna de Miguel da Silva, de apenas 19 anos. Os outros dois conseguiram entrar no carro e empreenderam fuga, deixando o seu comparsa baleado para trás.

Assim que o policial se aproximou de Miguel, pegou a sua arma e prendeu o mesmo com uma corda. O policial acionou a Polícia Militar da região e relatou tudo o que havia acontecido.

Em cerca de alguns minutos, algumas viaturas da Polícia Militar chegou no local e fizeram a prisão do mesmo. Como o mesmo estava gritando de dor dentro da viatura, os policiais resolveram levar o indivíduo para um pronto-socorro de Cuiabá. Chegando lá, Miguel passou por uma pequena cirurgia e logo foi levado para a Delegacia da cidade, onde foi ouvido pelo delegado de plantão, Roberto Lima e, logo após, levado para um presídio da região.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Polícia

Na Delegacia, o indivíduo entregou os seus comparsas, sendo que os mesmos tem o vulgo de ''Chiquinho'' e ''Tatarel''. A Polícia Civil junto com a Policia Militar fazem diversas buscas para tentar localizar os indivíduos. Até o momento, ninguém foi encontrado.

O policial que reagiu também foi ouvido pelo delegado, relatando o que teria acontecido de fato. Em depoimento, o policial disse que estava indo para casa de sua namorada, quando viu um veículo preto suspeito o seguindo. De imediado, se preparou para um eventual roubo e esperou o momento certo da abordagem.

Ele também disse que não tinha nenhuma intenção de reagir, apenas cometeu o fato, pois seu carro era novo e não tinha seguro.

Alguns moradores foram até a Delegacia para tentar identificar o suspeito. Segundo eles, uma forte onda de assaltos estaria acontecendo na região

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo