Quatro suspeitos tentaram roubar uma loja de games e produtos eletrônicos em Santos, no litoral de São Paulo.

Segundo informações, os suspeitos estavam em um carro prata e estacionaram em frente ao estabelecimento. Após alguns minutos, os indivíduos saíram do veículo e entram na loja. Para não levantarem nenhuma suspeita, três indivíduos começaram a escolher alguns jogos de vídeo game, enquanto o quarto elemento ficava na entrada da loja. Após alguns minutos dentro da loja, os assaltantes resolvem agir.

Publicidade
Publicidade

Com a arma em punho, um deles começa a ameaçar à atendente, dizendo que queria todo o dinheiro do caixa e alguns equipamentos eletrônicos. Nervosa, a mulher acatou o pedido do assaltante e colocou tudo o que ele havia pedido em uma caixa. Um segundo funcionário conseguiu perceber o que estava acontecendo e decidiu entrar no banheiro dos fundos da loja e ligar do seu próprio celular para Central da Polícia Militar relatando tudo o que estava acontecendo.

Algumas viaturas da polícia militar que estavam na região, receberam um chamado de um possível assalto à uma loja, localizada na Avenida Pedro Lessa, na Ponta da Praia. Em questão de minutos, os policiais chegaram ao local e pediram para todos os envolvidos se renderem. Ao visualizarem a presença da polícia, três suspeitos conseguiram sair pelos fundos da loja, enquanto o quarto elemento ficou trocando tiros com a polícia. Na troca de tiros, o indivíduo identificado como Fabio Guimarães, de 28 anos, levou um tiro no peito e acabou se rendendo.

Publicidade

Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel (Samu), foi acionada. Chegando lá, os paramédicos encontraram o suspeito baleado já morto. Em seguida, o mesmo acabou sendo levado por uma outra ambulância do Instituto Médico Legal (IML), onde o corpo passa por perícia.

Os outros três envolvidos acabaram sendo localizados em uma rua próximo ao local do assalto. Com eles foram encontrados uma certa quantia em dinheiro e cinco celulares roubados da loja.

Em seguida, os policiais conduziram os elementos para uma Delegacia da cidade.

Já na Delegacia, os envolvidos no assalto foram apresentados para o delegado de plantão, Ricardo Silveira, da Divisão de Homicídios, onde autuou os indivíduos e logo em seguida encaminhou os mesmos para um presídio da região.

Alguns comerciantes da localidade afirmaram que a presença da polícia no bairro é muito fraca, e com isso os assaltantes acabam se aproveitando para cometer assaltos diuturnamente.

Publicidade

Até o momento, nenhum porta-voz da policia militar se posicionou sobre o fato

Leia tudo