Um jovem de 28 anos teve uma atitude extremamente deplorável, ao, aparentemente, jogar sua mãe, uma idosa de 80 anos de idade, da varanda de um prédio em Balneário Guriri, em São Mateus, no estado do Espírito Santo. Além de idade avançada, a mãe do jovem estaria passando por um tratamento contra um câncer.

À imprensa local, o departamento de Polícia Civil do estado do Espírito Santo disse que o rapaz foi autuado em flagrante delito por tentativa de homicídio qualificado por motivo fútil. O mesmo foi encaminhado para o presídio da região.

A idosa permanece internada, e, segundo informações coletadas no hospital que a mesma se encontra, o estado de saúde dela é estável.

Os vizinhos da família em que ocorreu o caso não quiseram se identificar, mas disseram que as brigas dos dois eram frequentes e sempre chamavam muito a atenção de todos que ouviam as discussões. Uma das vizinhas disse que tentou evitar que a idosa fosse lançada do segundo andar do prédio, mas que as tentativas não tiveram nenhum sucesso.

Veja as cenas de maus tratos no vídeo a seguir:

Outros crimes familiares que causaram comoção nacional

Existem alguns crimes familiares que causam a comoção de todo o país, seja ele devido aos requintes de crueldade que são praticados ou aos motivos fúteis que são motivados.

Na data de ontem, duas das principais detentas do país receberam indulto de natal, a famosa "saidinha". São elas Suzane Von Richthofen e Ana Carolina Jatobá.

Os casos

Anna Carolina Jatobá teve sua vida mudada drasticamente após uma noite do mês de março de 2008. Na ocasião, a pequena e inocente Isabela Nardoni, enteada de Jatobá, foi jogada da janela do prédio em que morava o pai na capital de São Paulo, no edifício London. Na época do acontecido, o Brasil parou para acompanhar a solução do caso que parecia mais uma trama de filme de ficção.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Polícia

Afinal, como poderia um pai e uma madrasta arremessar da janela de um prédio uma inocente criança?

Já em outubro de 2002, foi a vez de Suzane von Richthofen, uma menina de classe alta da capital paulista, que tinha todas as possibilidades do mundo na palma da mão e resolveu, junto de seu namorado e do irmão dele, executar os pais de Suzane. Na noite do crime, o casal estava dormindo quando Suzanne e os irmãos entraram no quarto do casal e mataram os dois na base de pancadas na cabeça. Suzanne foi condenada pelo crime, hoje está noiva e prega cultos evangélicos dentro do presídio na cidade de Taubaté.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo