O caso aconteceu no Hospital de Clínicas Nossa Senhora da Conceição em Três Rios/RJ.

Conhecida como Greice, segundo informações dos familiares a moça deu entrada no hospital às 7:00h e chegou a ter atendimento médico, logo depois recebeu alta com informações de que não estaria ainda em trabalho de parto.

A moça liberada pelo hospital, retornou para sua residência e às 8:30h entrou em trabalho de parto domiciliar.

“Assumir riscos alegando uma medicina humanizada é uma involução. A medicina bem feita vai da relação entre médico, gestante e equipe envolvida.

E é desse relacionamento que se dá a humanização do parto” disse Silvana Maria Figueiredo Morandini, obstetra conselheira do Cremesp.

Internautas se revoltam nas redes sociais locais e prestam suas reclamações, é regra que, dadas as condições, não faz mais sentido realizar um parto dentro casa, sujeito a problemas com consequências potencialmente desastrosas que poderiam ser resolvidas em um hospital.

Uma página de grande audiência regional conhecida como Reclamações TR tem alimentado sua Time line com notícias e reclamações da população de Trirriense.

O que a grande maioria dos especialistas dizem é que, hoje, quando há complicações, médicos neonatais e obstetras têm instrumentos e procedimentos à mão para garantir a boa Saúde de mãe e filho. “Mesmo se o parto domiciliar começa e caminha bem, uma intercorrência pode acontecer a qualquer minuto, nunca há 100% de garantia.

Grande maioria da população de Três Rios espera argumentos satisfatórios segundo ações do Hospital da cidade.

O nome da médica responsável pelo atendimento ainda não foi divulgado, o secretário de saúde do município também não se pronunciou sobre o ocorrido.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Saúde

Sabe-se que este não é o primeiro caso de parto domiciliar causado por mal atendimento no hospital local.

O que se espera é que a secretaria de saúde, junto com as autoridades responsáveis, tome conhecimento do caso e crie um protocolo de atendimento mais eficaz.

Outros pacientes vítima do mesmo caso comentam em rede social sua indignação:

"Eu tbm fui assim! Mal cheguei lá mandaram eu vim pois n tava no tempo de eu ganha.. Com uma dor danada..sabe o que eu fiz! Deitei no quarto eu msm disse n vou sair daqui!!!

Fiquei deitada lá sentindo dor e depois foi tranquilo.. Se eu escutasse eles tbm tinham ganhado em casa.. Isso é um absurdo tem médicos que não tem noção!!!"

A notícia percorreu por toda região e lamentavelmente ainda não houve palavras dos responsáveis.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo