O Brasil vive hoje um grande alvoroço no que se refere à Previdência Social. O presidente Michel Temer, juntamente com sua equipe de ministros, colocou como uma de suas prioridades a reforma da Previdência Social, o que gerou e ainda gera grande preocupação por parte de muitos trabalhadores brasileiros que estão prestes a se aposentar e tem medo de serem afetados com as mudanças a serem feitas pelo governo.

Em meio a uma enxurrada de pessoas que estão correndo para tentar se aposentar antes da reforma, o governo Temer, através da Secretaria de Previdência Social, órgão que comanda o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), começou a cortar uma série de benefícios da previdência.

Principal atitude é cortar o Loas. Confira

A principal medida do governo neste momento é cortar uma série de benefícios conhecido como Loas, ou seja aqueles benefícios que são vinculados à Lei Orgânica de Assistência Social. Segundo o INSS, todos os beneficiados com o dinheiro devem obrigatoriamente realizar um cadastro no CadÚnico do governo federal.

Esse cadastro é um cadastro social usado pelo governo federal para controlar todos os seus benefícios sociais. O governo diz que quem não tiver o número terá o benefício suspenso.

A imprensa divulgou recentemente que cerca de 80% de todos os beneficiados do Loas na cidade do Rio de Janeiro ainda não tinham apresentado o número para o INSS.

O que é o Loas?

A menos de 10 dias do prazo final ser alcançado, o Ministério do Desenvolvimento Social disse que apresentará um novo prazo e que uma medida provisória já está preparada para que o beneficiário tenha até o final de 2018 para realizar o cadastro único. A medida foi necessária após ver os altos índices de pessoas que não estavam sabendo da necessidade do referido cadastro.

O Loas é um benefício de prestação continuada concedido para idosos ou pessoas com deficiência confirmada que sobrevivam com uma renda familiar inferior a um quarto de salário mínimo. Esse benefício não tem vinculação com períodos de carteira assinada, e tem caráter exclusivamente social.

Auxílio doença também na mira do governo

O governo começou recentemente a chamar todos os segurados que encontravam-se afastados por auxílio doença para uma nova perícia médica. Segundo o INSS, vários segurados tiveram seus benefícios suspensos, pois já não se enquadravam mais como incapacitados para o exercício da função.

Alguns receberam a aposentadoria por invalidez definitiva.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo