Uma família mineira aproveitando as férias de janeiro, em São Paulo, na cidade de Itanhaém, está passando por momentos bastante difíceis por ter vivenciado nesses dias algo inesperado. O casal possui dois filhos, só que o acidente aconteceu com o bebê que teve sua face queimada por água em temperatura alta. A criança foi levada para a Santa Casa, situada em Santos e se encontra internada. Diego Silva, de 29 anos o pai das crianças e a mãe Maria Thereza Silva, de 25, são moradores de Lagoa Santa, município de Minas Gerais, foram para casa de parentes em São Paulo e permaneceriam até a o final de suas férias.

Segundo as informações colhidas, o casal escolheu um dia agradável para se deslocarem para a praia em Itanhaém e alugaram uma casa. A criança, que está começando a andar, sempre está sob supervisão dos pais, com isso, por um momento de deslize, ele foi em direção ao fogão, que apresentava alguns problemas em sua sustentação, nisso a cafeteira que estava em cima caiu nele, o que levou o desespero da mãe ao ver o filho naquela situação.

O ocorrido foi no dia 05 de janeiro, porém por não saberem a localização de hospitais na região pediram o apoio a um motoboy que mostrou onde ficava a Unidade de Pronto Atendimento – UPA, onde o seu filho ficou na emergência após ser transferido para a Santa Casa por motivos da situação de sua queimadura estar se agravando.

Lorenzo, filho do casal, ao chegar ao hospital santista foi imediatamente para a Unidade de Terapia Intensiva - UTI. A criança sofreu queimaduras de 2º grau por todo o seu rosto e também atingiu 25% do tórax inclusive o abdômen. Por terem programado somente passar as férias, o ocorrido deixaram os pais ainda mais preocupados de não terem condições para permanecer na cidade paulista.

A mãe desabafou nas redes sociais a sua preocupação e pediu suporte a quem pudesse dar para que tudo fosse resolvido da melhor forma.

O acompanhamento ao filho tem sido dividido entre os pais com revezamento nos turnos de internação, enquanto isso, a outra filha do casal de apenas cinco anos está sob o olhar de familiares em São Paulo.

Algumas pessoas ofertaram comidas, fraldas e até dinheiro para a família, porém a mãe relata que mesmo assim, a situação está ao máximo desconfortável de suportar.

A mãe ainda relata que o filho não tem previsão de sair da ala de internamento para assim ir para casa, e que qualquer ajuda que aparecer será bem vinda.

No dia 08, a criança foi levada para o setor de queimados, e sempre aparece alguém para levar doações a eles. O quadro dele tem melhorado com o passar dos dias, o que tem sido mais um motivo para alegrar os pais.

E você, o que achou desse caso? Deixe o seu comentário!

Não perca a nossa página no Facebook!