O ministro Gilmar Mendes [VIDEO], do Supremo Tribunal Federal (#STF), quer que a Polícia Federal (PF) investigue quem é o homem que o xingou em um voo no ultimo sábado, dia 27. O vídeo que mostra o ministro sendo hostilizado circulou pelas redes. Na gravação, o homem desfere palavras de baixo calão contra Mendes, chamando-o de “vergonha para o país”, entre outros termos. A informação foi divulgada nesta quarta-feira, dia 31, pela Folha de S. Paulo.

Segundo a publicação, Mendes irá enviar uma representação à PF solicitando a abertura da investigação. O ministro também quer que o órgão investigue o grupo denominado Tomataço, que ofereceu R$ 300 para quem atirasse um tomate contra Mendes.

No vídeo que se espalhou pela internet, Mendes viajava em um voo de Brasília para Cuiabá, no Mato Grosso. O ministro esteve no estado para visitar sua cidade natal, Diamantino, onde realizou o recadastramento biométrico para as eleições. O ministro usou sua conta na rede social Twitter para convocar outros eleitores a fazerem o mesmo. "Venha você também pra biometria, não pode faltar ninguém!", postou Mendes em um trecho de sua mensagem.

A impopularidade do ministro [VIDEO] junto à população cresceu após medidas polêmicas tomadas no âmbito do STF, como as decisões que acarretaram na soltura de figuras como José Dirceu, Eike Batista, Roger Abdelmassih e Daniel Dantas. #gilmar mendes #Eleições 2018