Após ser condenado em segunda instância pelo TRF-4 [VIDEO] e ter sua pena aumentada para 12 anos e 1 mês de prisão, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva [VIDEO] teve a apreensão de seu passaporte determinada pelo juiz Ricardo Leite, da 10ª Vara da Justiça Federal do Distrito Federal.

A decisão judicial foi realizada nesta quinta-feira, dia 25, obrigando o ex-presidente a cancelar a viagem que faria à Etiópia nesta sexta-feira, dia 26. As informações são do jornal O Globo.

Lula iria a Adis Abeba, capital do país africano, para participar de um evento das Nações Unidas onde seriam discutidas ideias para erradicar a fome no continente.

Responsável pela defesa de Lula, o advogado Cristiano Zanin Martins afirmou que o passaporte do ex-presidente será entregue nesta sexta-feira.

Em nota, Martins afirmou que a defesa recebeu a decisão com “grande estarrecimento”, afirmando que a viagem já havia sido previamente informada ao TRF-4, que, segundo ele, não apresentou “qualquer restrição”.

Também em nota, o Partido dos Trabalhadores (PT) - que tem na figura de Lula seu principal líder - também criticou a decisão, que classificou como “odiosa perseguição judicial” ao ex-presidente.

Ainda em sua nota, o PT informou que o presidente já tinha retorno marcado para o próximo domingo, dia 28. A legenda também criticou o juiz Ricardo Leite, afirmando que o magistrado “cerceou o direito de ir e vir” do ex-presidente. O partido também afirma que o juiz “adota decisões descabeladas” que “envergonham o Judiciário”.