Um homem foi morto na noite dessa quinta-feira (25), no conjunto Amazonino Mendes, próximo ao bairro Novo Aleixo, Zona Norte de Manaus, capital do Amazonas. Segundo informações, um homem estava realizando alguns assaltos na região.

Por volta das 21h, ele voltou a agir. Com a arma em punho, ele rendeu uma mulher que voltava do serviço. O acusado levou sua bolsa e um telefone celular. Um homem, que ainda não foi identificado, viu a ação do acusado.

Com diversos tiros, o assaltante, identificado como Jamilson Barbosa Arruda, de 27 anos, morreu no local.

O homem que reagiu e matou o assaltante fugiu sem deixar pistas. A vítima recuperou o celular e acionou a Central da Polícia Militar relatando o que havia acontecido. Após alguns minutos da ligação, duas viaturas da PM chegaram ao local. Os policiais encontraram o corpo do ex-presidiário estirado no chão.

Na cena do crime foi encontrado a arma utilizada pelo assaltante e uma certa quantia em dinheiro, provavelmente fruto de outros roubos. Uma ambulância do Instituto Médico Legal (IML) foi acionada.

Quando os técnicos de necropsia chegaram no local, isolaram a área e levaram o corpo do acusado para perícia.

O laudo indicou que Jamilson morreu com dois tiros, um pegou na rosto e o outro na nuca. Enquanto os legistas levaram o corpo do acusado, a vítima foi até a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) para prestar depoimento.

''Eu havia acabado de sair do serviço quando fui abordada por um homem. Ele dizia para eu não reagir ao assalto. Em seguida, entreguei minha bolsa e meu celular.

Quando eu me preparava para ir embora, apareceu um homem em uma motocicleta, sacou uma arma e efetuou diversos disparados contra o ladrão e, logo após, foi embora'', afirmou a vítima.

O delegado responsável pelo caso disse que Jamilson era um ex-presidiário de Manaus e estava em liberdade condicional pelo crime de roubo. O delegado ainda não tem informações sobre o autor dos disparos, mas disse que, em breve, a prisão será feita.

Após o episódio, diversos moradores da região ficaram curiosos sobre quem seria esse homem.

Muitos chamam o autor dos disparos como ''justiceiro'', pois ele matou um assaltante sem deixar nenhuma pista.

Alguns moradores também disseram que os roubos na região são frequentes, onde os assaltantes se aproveitam da ausência da Polícia Militar no local para realizarem roubos e assaltos no bairro Novo Aleixo.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo