Um carro invadiu o calçadão da praia de Copacabana, Zona Sul do Rio, e deixou pelos menos 15 pessoas feridas. Um bebê de 8 meses morreu e sua mãe está internada em estado grave. O acidente tem causado comoção nos pedestres que passam pelo local. Algumas pessoas ainda estão recebendo os primeiros socorros e outras já foram encaminhadas para os hospitais da região.

Testemunhas disseram que tudo foi muito rápido e que as pessoas não conseguiram fugir a tempo. As pessoas só perceberam que se tratava de um atropelamento depois que já havia vários feridos.

Uma turista argentina que estava passando pelo local disse que ficou bastante assustada. Ela contou que viu as vítimas sangrando e pedindo ajuda. Ela também viu o bebê e a mãe caídos. Segundo ela, o bebê estava bastante machucado. “Cadeiras voaram, não percebemos que era o carro até que as pessoas começaram a abrir e aí vimos gente caída no chão. Havia um bebê machucado", disse ela.

O motorista foi identificado pela polícia como Antonio de Almeida Anaquim, de 41 anos.

Pedestres que viram o atropelamento tentaram agredi-lo. A polícia chegou a tempo e impediu que houvesse violência. Antonio disse que não atropelou os pedestres de maneira intencional. Ele relatou que tem problemas epiléticos e que sofreu uma crise enquanto dirigia. Dentro do veículo foram encontrados remédios para epilepsia.

A polícia levou o motorista para a delegacia de Polícia Civil para prestar depoimento.

Ele será encaminhado para fazer exames para averiguar o nível de álcool no sangue. Esses exames descartarão a hipótese do motorista ter consumido bebida alcoólica antes do acidente.

O bebê que morreu foi identificado como Maria Louise, de 8 meses. Ela, a mãe e a avó estavam caminhando pelo calçadão quando tudo aconteceu. O pai da criança ficou em estado de choque quando soube do falecimento da filha.

Daris La Mar, que ajudou no atendimento das vítimas, disse que a mãe só pedia para socorrer o bebê. “Quando cheguei no calçadão, tinha muitas pessoas feridas e quando me aproximei da mãe e do bebê, ela apenas falava: Meu bebê! Cadê o meu bebê! Aí a avó me deu o bebê e falou: 'Salva o meu bebê”, contou Maria.

Maria disse também que os socorristas tentaram reanimar o bebê durante 50 minutos, no entanto, ele não resistiu.

A mãe continua internada e em estado grave.

Outra criança de 2 anos também foi atropelada pelo veículo. Ainda não se tem informações sobre seu estado de saúde.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo