O caso aconteceu no Distrito Federal e foi flagrado por moradores, que postaram vídeo na internet como forma de denúncia. Uma situação chamou atenção de moradores da cidade de Novo Gama, no Distrito Federal. Uma mulher, que foi identificada como a estudante Juliana Soares, foi flagrada atirando um cachorro em um bueiro.

Como pode ser visto nas imagens, o animal de pequeno porte é segurado pelo pescoço e atirado dentro do local, onde ele não consegue sair.

O caso aconteceu na terça-feira (16) e chegou ao conhecimento da Polícia Civil, que abriu inquérito contra a mulher, que foi chamada para prestar depoimento.

Inicialmente, a estudante afirmou não estar arrependida do que havia feito. Porém, às autoridades, Juliana disse que se arrependeu do que fez e que jogou o cachorro porque teria mordido a filha, que tem 1 ano.

Para tentar amenizar a situação, a mulher deu entrevista para veículos de imprensa locais.

Juliana comentou que fez aquilo porque estava com muita raiva do cachorro. Segundo a acusada, a filha ainda está com marcas da mordida do animal. Mesmo assim, a estudante admitiu que agora sabe que o que fez foi completamente desproporcional. “Eu me arrependo sim”, disse a mulher para veículos locais.

A gravação está sendo compartilhada nas redes sociais e tem quase 30 segundos. Em um primeiro momento, pode-se ver uma bebê chamando pela mãe, que vem ao fundo segurando algo.

Quando a mulher se aproxima, percebe-se que ela está com um cachorro na mão. O mais impressionante é o trecho final da gravação, quando a suspeita simplesmente larga o animal dentro do bueiro.

Logo em seguida, a Guarda Municipal foi acionada por um vizinho. O comandante da Guarda de Nova Gama, Iran Silva, comentou que o cão não se machucou, já que conseguiu ser resgatado a tempo. O resgate foi feito pela própria Guarda Municipal, já que o bueiro não era tão fundo.

Além disso, a autoridade garantiu que o cachorro ficará em segurança, tendo sido adotado por um vizinho da estudante.

Após o resgate, Juliana foi identificada e assinou um termo circunstanciado de ocorrência. Além disso, ela ainda terá que responder pelo crime de Maus-tratos ao animal. Caso seja condenada, pode pegar de três meses até um ano de prisão.

Veja logo abaixo as cenas gravadas por uma vizinha:

Como denunciar?

As denúncias de maus-tratos aos animais podem ser feitas pelo telefone 0800 61 8080 (gratuitamente) ou pelo e-mail para linhaverde.sede@ibama.gov.br.

O Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) as encaminhará para a delegacia mais próxima do local da agressão.

Deixe seu comentários.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo