Desde do ano passado alguns estados brasileiros têm sido manchete de jornais e demais meios de comunicações e têm sofrido com a incidência de casos da #Febre Amarela, desta vez a atenção está voltada para o estado de São Paulo, que foi considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como área de risco por conta do aumento da atividade do vírus na região. A OMS determinou que pessoas que estejam se dirigindo ao estado de SP recebam a dose da vacina com no mínimo 10 dia de antecedência à data da viagem, com o comunicado e dado alarmante a população se sente insegura e com medo devido ao crescimento de casos e óbitos confirmados no estado.

O pânico fez com que a população corresse em busca da #vacina nos hospitais e postos de saúdes, mas o despreparo e a falta de comunicação entre postos, governo e secretaria de saúde tem trazido demora e transtorno a população.

Governo antecipa Campanha de Vacinação

A informação vem do Boletim Epidemiológico que abordou o assunto com muita cautela sempre enfatizando que não há um surto de Febre Amarela e que todas as medidas tomadas foram para agilizar a imunização nas áreas onde a incidência do vírus tem sido maior, o governo afirmou que não há necessidade de pânico em relação a postura da OMS que está de comum acordo com o Ministério da Saúde e os estados acometidos pelo vírus.

Em pauta foi divulgado o dia D de vacinação em SP que ocorrerá no dia 3 e 17 de fevereiro, além de anteciparem a campanha de vacinação para o dia 29 de janeiro à 17 de fevereiro. A meta é vacinar 8,3 milhões de pessoas no estado com dose fracionada para abranger o maior número de pessoas em um curto espaço de tempo. #Ministério da saúde ressaltou que não há necessidade de uma campanha nacional, cada estado tem sua rotina de vacinação e demanda, dessa forma todos os esforços e atenção estará voltado para as áreas de maior risco.

Fila e senha para ser imunizado

A grande demanda tem ocasionado muitas horas de esperas e filas imensas nos postos de saúde, para atender a procura pela dose, os postos têm distribuído senhas para realizar a imunização. São entregues 100 senhas para o atendimento e com isso as filas para receber a vacina já começam a se formar na porta do posto ainda durante a madrugada. Porém muitos não conseguem senhas e outros não tem encontrado a vacina nos postos apesar do governo informar que estão preparados para atender a demanda e que existe estoque suficiente da vacina, no entanto isso não tem se refletido nos postos e pontos de vacinação.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo