As imagens de um vídeo mostram o momento em que um policial mata o próprio companheiro de farda. O fato foi registrado na madrugada de segunda-feira (29) em Guarulhos, na Grande São Paulo.

Câmeras de monitoramento conseguiram capturar o momento em que um policial se aproxima de um homem e começa a realizar diversos disparos. A vítima morta também se tratava de um policial militar. O soldado foi identificado como Altieres Souza da Silva, de 33 anos.

A Polícia Civil disse que os policiais estavam aparentemente embriagados. Os militares estavam indo em direção aos seus carros, que estavam estacionados na Avenida Paulo Faccini, próximo a uma farmácia. O policial que matou o companheiro foi até a delegacia para prestar depoimento.

O militar que matou o companheiro de farda foi identificado como Bento de Oliveira. Ele afirmou que viu o um homem com a pistola na mãos indo na direção de uma farmácia.

''Eu pensei que ele iria tentar cometer um assalto'', disse Bento. Segundo ele, antes de atirar, chegou a gritar diversas vezes para que o soldado Silva baixasse a arma e se entregasse, mas o pedido não foi atendido.

Algumas pessoas que passaram no local viram o policial gritando de dor e resolveram acionar o Corpo de Bombeiros. Quando os bombeiros chegaram ao local, perceberam que o soldado havia sido atingido no abdômen e percebeu que ele estava perdendo muito sangue.

Imediatamente, os bombeiros o encaminharam para o Hospital Geral de Guarulhos. Chegando lá, alguns médicos tentar reanimar o soldado, mas o seu estado era grave. Ele acabou não resistindo aos ferimentos e morreu.

Algumas pessoas que presenciaram a cena foram encaminhadas para delegacia. ''Eu estava passando de carro quando escutei uns disparos. Em seguida, vi um homem caído no chão. Quando me aproximei, percebi que era um policial militar'', relatou uma das testemunhas.

Repercussão

Nas redes sociais, algumas pessoas ficaram indignadas com o atitude de Bento, que matou friamente o soldado Altieres. ''O policial estava totalmente errado ao atirar. Isso mostra o despreparo de alguns policiais militares de São Paulo'', comentou uma mulher.

Outras pessoas foram a favor do militar, dizendo que ele agiu corretamente. ''O policial agiu corretamente, pois viu um homem armado no meio da rua.

Não dá para saber se é cidadão de bem ou bandido'', disse um homem.

O PM Bento de Oliveira foi procurado através de seu batalhão e via SSP (Secretaria da Segurança Pública). Até a publicação deste artigo, ele não havia sido localizado. Em nota, a SSP informou que testemunhas foram ouvidas e a equipe policial busca por imagens e outras testemunhas que possam colaborar com as investigações.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo