Mais uma tragédia marcou o Rio de Janeiro na tarde desta terça-feira (06). Um menino de 13 anos, identificado como Jeremias Moraes da Silva, acabou perdendo a vida depois de ter sido baleado no Complexo da Maré, zona norte do Rio de Janeiro, durante uma operação realizada pela Polícia Militar na região.

Devido à ação da PM, a Avenida Brasil, a Linha Amarela e a Linha Vermelha foram interditadas por volta das 16h.

Essa interdição pode impactar o trânsito, e as autoridades alertam para que as pessoas tenham atenção redobrada no horário de volta para casa. O Centro de Operações da Prefeitura faz o alerta de que o nível de congestionamento está em segundo nível, numa escala que vai até quatro. De acordo com as informações, às 17h10, foram registrados mais de 70 quilômetros de congestionamento na região.

Denúncia de sequestro de policiais motivou a ação no Rio de Janeiro, que causou a morte de um adolescente de 13 anos

De acordo com as informações prestadas pela Secretaria de Estado de Segurança (Seseg), a ação foi motivada devido a uma ligação recebida pelo 190, que denunciava o sequestro de policiais dentro da Nova Holanda, no Complexo da Maré.

A denúncia foi checada por um carro blindado do 2º Batalhão, que se dirigiu até o local, o que gerou uma intensa troca de tiros com traficantes da favela. A denúncia de sequestro não foi confirmada.

Em seguida, o Corpo de Bombeiros foi acionado para socorrer um adolescente de 13 anos que ficou ferido por causa do tiroteio. Jeremias Moares da Silva foi encaminhado ainda com vida para o Hospital Municipal Souza Aguiar, mas acabou não resistindo aos ferimentos, vindo a óbito.

Complexo da Maré tem 130 mil habitantes

O Complexo da Maré, na região norte do Rio de Janeiro, é formado por 15 favelas, que são dominadas por diferentes facções de traficantes, além, inclusive, de milícias de crime organizado. Ao todo, são cerca de 130 mil habitantes no local. O complexo fica às margens da Avenida Brasil e da Linha Vermelha, e é cortado pela Linha Amarela.

Conforme dados divulgados pelo aplicativo Fogo Cruzado, só nestes primeiros dias de 2018 já foram registrados 7 tiroteios na Linha Amarela, além de 10 registrados na Linha Vermelha. A violência frequente assusta os moradores do local.

Leia também

Dolabella foi preso em São Paulo na noite desta segunda-feira (5)

Parte de viaduto desaba na manhã desta terça (6), em Brasília, Distrito Federal

Briga entre torcedores rivais assusta passageiros em SP; veja o vídeo

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo