Um jovem resolveu postar uma foto em sua conta no Instagram, juntamente com uma turma de rapazes negros, insinuando que seria roubado por eles.

O rapaz, identificado pela conta @lucasalmeid4, era estagiário na empresa Studio Vitoria, na capital do Espírito Santo, e foi demitido logo após um dos sócios, que também é negro, ver a postagem.

Logo após demitir Lucas, o sócio do Studio Vitoria, Fabrício Affonso, fez questão de comunicar o desligamento do profissional publicando uma nota no Facebook.

Segundo Fabrício, o garoto não teve noção da gravidade do que tinha feito, mas que isso não deveria ser argumento para não ser punido.

Fabrício ressaltou que conhece bem seus funcionários, tanto no quesito profissional quanto pessoal e diz acreditar que a postagem tenha sido um ato infeliz, quase ingênua, mas deixou claro que a empresa não poderia deixar passar um erro tão grave, muito menos responder por ele.

O sócio afirmou que a empresa não teve nada a ver com o episódio, mas que tomou as medidas necessárias já que não fazia sentindo manter um funcionário com esse perfil na empresa.

Fabrício descreveu o jovem como imaturo, e disse que nem bebida, nem o Carnaval podem ser usados como desculpas para discriminação e racismo.

Iarley Duarte, que estava no grupo, foi quem denunciou a postagem. O rapaz relatou que Lucas chegou até eles e pediu parar tirar uma foto, só depois os jovens ficaram sabendo qual era a real intenção de Lucas.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Carnaval

Os jovens ficaram indignados e disseram que ninguém está totalmente livre do preconceito.

Iarley tirou print da foto e postou em sua conta no Instagram, deixando claro sua indignação na legenda. A postagem logo se espalhou pela internet e chegou a bater mais de 25 mil likes e 15 mil compartilhamentos.

Depois de viralizar na internet, a conta de Lucas foi deletada do Instagram.

Lucas Almeida tentou se redimir publicando uma nota no Facebook, segundo ele a intenção era combater a discriminação e o racismo de forma irônica, que ideia veio de um meme que circulava na internet.

Na nota, o jovem afirmou que não é favor de nenhum tipo preconceito.

Lucas reconheceu que a brincadeira foi infeliz, já que ele também é morador da periferia e reconhece a luta contra o preconceito na sua comunidade.

Em entrevista à reportagem do UOL, Lucas disse que estava sem condições de comentar sobre o assunto, pois se encontra muito abalado, apenas pediu desculpas pelo ocorrido.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo