O MIS Museu da imagem e do som de São Paulo publicou em seu site recentemente uma notícia animadora para os fans de HQs, a exposição "Quadrinhos" que será exibida em 13 de novembro de 2018 a 24 de fevereiro de 2019 conta com um acervo de artes originais, revistas e itens raros para recordar a trajetória do HQs no Brasil e no mundo. Ivan Costa responsável pela curadoria da exposição também é cofundador da Chiaroscuro Studios e sócio da CCXP.

O artista americano Richard Outcault, em 1895, criou a primeira história em quadrinhos "O menino amarelo" e deu inicio a linguagem HQs que conhecemos hoje. As primeiras postagens foram em jornais sensacionalistas, logo depois surgiram em jornais de renome. Os quadrinhos tinham o intuito de fazer uma crítica social aos problemas de cada época, porém os HQs não receberam a devida atenção no período sendo muitas vezes visto como má influência para crianças e jovens,os quadrinhos no jornal sempre foram muito peculiar e único, lembramos o caso do jornal Francês Charlie Hebdo onde a figura representa uma sátira de Maomé líder religioso, político e militar árabe, 7 homens armados invadiram o jornal Francês e mataram 12 pessoas.

Versão Comic

As histórias em quadrinho mais conhecidas são as que apresentam os super-heróis e suas jornadas. As primeiras a serem apresentadas são a do Superman, Batman e etc. Porém, nem todos os quadrinhos se baseiam nessa ideia de herói, temos como exemplo "A Turma da Mônica", de Mauricio de Sousa, que hoje em dia possui produtos licenciados em 40 países e em 14 idiomas.

Com o surgimento da Marvel e a DC Comics, os quadrinhos ganharam mais adaptações para o cinema, TV e séries.

As instituições têm investido pesado para deixar satisfeito os Nerds que consomem filmes (baseados nos quadrinhos).

Essas empresas produzem inúmeros Blockbusters destinados aos lançamentos programados a longo prazo, por exemplo, em 2020, estão previstas as estreias de “Esquadrão Suicida” e “Mulher Maravilha” (DC) e “Doutor Estranho” e a sequência de “Guardiões da Galáxia” (Marvel). Dando sequência as adaptações de HQs para o cinema.

MIS

O MIS é um dos centros culturais mais movimentados da cidade de São Paulo, possui cerca de 200 mil itens em seu acervo. Recentemente, o museu teve exposições como Castelo Rá-Tim-Bum, Renato Russo, Stanley Kubrick e George Méliés. Com o tremendo sucesso do Castelo Rá-Tim-Bum no Memorial Da América Latina o MIS ficou para trás quando apresentou anteriormente a mesma exposição, desta vez o Museu traz uma exposição bastante requisitada por Geeks e a velha guarda.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo