O jogo conhecido por “desafio do Desodorante” vem causando polêmica nas redes sociais porque seduz crianças e adolescentes a mutilarem o próprio corpo através de queimaduras. Já chegou a vitimar uma criança, como foi o caso de Adielly Gonçalves, de apenas 7 anos de idade. A menina acabou assistindo ao vídeo e decidindo aceitar o desafio de inalar o desodorante.

Para os adultos, é difícil compreender o jogo, porém, para algumas crianças, podem considerar engraçado e desafiador.

Publicidade
Publicidade

Pela falta de conhecimento, acabam não entendendo os riscos que correm,

Esse não é o primeiro desafio que surge no YouTube. Em outro momento, também ganhou destaque e causou inúmeras vítimas o "Baleia Azul",que ‘obrigava’ os adolescentes a realizarem tarefas perigosas, como até mesmo se cortar. Surgido na Rússia, o desafio final era tirar a própria vida.

Uma gravação publicada no ano de 2016, em 3 de abril, mostra um adolescente youtuber explicando como funciona o desafio e incentivando outras crianças a fazerem o mesmo, para saber quem suporta ficar mais tempo inalando o vapor de aerossol. É importante deixar claro que a substância é tóxica e de forma alguma é para ser inalada por qualquer pessoa.

Publicidade

O desafio leva riscos a qual quer um, crianças, adolescente ou adultos.

O próprio youtuber que fez o "desafiou" ficou tonto naquele momento que estava inalando o vapor, mas seguiu explicando. O criador do desafio conta que se inspirou em outra forma de drogar o corpo “como se fosse lança”, (referindo-se ao popular ‘lança-perfume’, tão utilizado principalmente na década de 90, mas que até hoje é popular entre os jovens).

Depois de tanto inalar o vapor do desodorante, tonto, o youtuber para e reflete: “O que eu estou fazendo da minha vida?”.

O vídeo já foi visto por mais de 60 mil pessoas e tem sido bastante alertado nas redes sociais, principalmente para os pais de crianças.

Existem outros desafios, com o próprio desodorante, que instruem a criança a acionarem o spray na própria pele até que a região comece a ficar totalmente gelada. Esse ato pode criar uma grande lesão na pele, queimaduras e ferimentos graves.

Adrielly, a vítima que acabou morrendo por causa desse desafio, nesse último sábado (4), morava em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo De acordo com informações, de tanto inalar o vapor do spray, a criança acabou sofrendo uma parada cardíaca e foi direto para o hospital, mas acabou falecendo no local.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo