Um suspeito tentou assaltar um militar da Marinha, mas acabou levando a pior. O caso foi registrado na manhã desta quinta-feira (22), no Rio de Janeiro, que está sob está sob intervenção federal na área de segurança pública.

De acordo informações repassadas pela polícia, dois homens estavam próximo à estação do BRT com intenção de realizar alguns assaltos. Os criminosos avistaram um homem e resolveram fazer uma abordagem na tentativa de levar todos os pertences que a vítima possuía. O que os assaltantes não sabiam era que o homem que estava sendo roubado se tratava de um militar da Marinha.

Durante o roubo, alguns policiais militares que estavam indo para centro de treinamento do Comando de Operações Especiais (COE) viram o que estava acontecendo.

De imediato, os PMs pediram para os assaltantes se renderam, mas o pedido foi negado e iniciou uma intensa troca de tiros.

Ao término do confronto, um dos assaltantes acabou sendo alvejado por alguns disparos de arma de fogo. O suspeito morto foi identificado como Luis H. Martins, de 21 anos. O segundo suspeito conseguiu empreender fuga.

Em seguida, uma viatura do Corpo de Bombeiros chegou no local para socorrer o assaltante baleado, mas já se encontrava sem vida. Durante a troca de tiros, uma ambulante, Maria Gorete Rodrigues de Souza, de 56 anos, se machucou ao tentar fugir dos tiros. No local do crime, os policiais envolvidos na ocorrência conseguiram apreender a arma que o assaltante estava portando durante a tentativa de assalto.

Alguns populares que passavam na hora ficaram impressionados com a audácia dos criminosos em realizarem roubos nesse horário. O militar da Marinha que estava sendo roubado não teve a identidade revelada por motivos de privacidade. Esse caso está sendo investigado pela 37ª Delegacia de Polícia, localizada na Ilha do Governador.

Violência no Rio de Janeiro

A Cidade Maravilhosa é conhecida pelo mundo inteiro pelo fato de possuir diversas belezas naturais, como as praias e as lagoas. Além disso, a cidade é conhecida pela estátua do Cristo Redentor, que fica perto do Pão de Açúcar.

Nos últimos meses, essa beleza não é vista pelos cariocas que residem na cidade, pelo fato da criminalidade assolar o dia a dia da população.

Diariamente, diversas pessoas reclamam da violência que está atingindo a cidade e relatam que é pouca a presença de viaturas policiais nas ruas.

O governador do estado, Luiz Fernando Pezão, relatou que o estado está passando por uma certa crise financeira que afeta os investimentos em diversas áreas, inclusive a segurança pública.

Não perca a nossa página no Facebook!