Dois homens foram baleados após tentarem assaltar um policial federal no Rio de Janeiro. O caso foi registrado na noite de terça-feira (27), por volta das 21h10, na Barra da Tijuca, Zona Oeste da cidade.

De acordo com informações repassadas pela polícia, dois indivíduos estavam em uma motocicleta próximo à Estação Bosque da Barra, do BRT, na Avenida das Américas, com intenção de realizar assaltos. Os acusados perceberam um homem caminhando e resolveram fazer uma abordagem. O que os assaltantes não sabiam era que a vítima se tratava de um policial federal.

Com a arma em punho, um dos indivíduos abordou o policial e pediu para ele entregar os objetos de valor. O policial percebeu uma distração dos criminosos e resolveu reagir, sacando sua arma e efetuando disparos contra a dupla de assaltantes. Já baleados, o policial percebeu que os assaltantes estavam portando uma arma falsa, um simulacro

Algumas viaturas da Polícia Militar compareceram no local, onde os militares fizeram a prisão dos assaltantes. O policial federal informou que reagiu o assalto porque viu que os criminosos estavam bastante nervosos.

A moto usadas pelos ladrões era de procedência duvidosa. Por isso, ela foi apreendida junto com a arma.

A polícia não revelou a identidade dos acusados por motivos de segurança e privacidade. Esse caso ainda está sendo investigado para tentar saber se esses assaltantes tinham realizado algum roubo. Os assaltantes feridos foram levados para um hospital, mas não correm risco de morte. Até o fechamento desta artigo, nenhuma nova informação foi apresentada.

Rio de Janeiro

Mesmo com o auxílio das Forças Armadas na cidade, a criminalidade ainda continua crescendo no Rio de Janeiro. Diariamente pessoas sofrem algum tipo de assalto. Pelas redes sociais, muitos cariocas reclamam da violência, comentando que o Rio está em estado de abandono total.

A violência está tão generalizada que muitos policiais acabam sofrendo com isso. Somente este ano, 32 policiais militares foram mortos no Rio e outros 77 ficaram feridos.

O efetivo nas ruas cidades está precário pelo fato do Estado não contratar novos agentes policiais.

Um dos casos de violência mais recentes foi o assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL), que sofreu uma emboscada enquanto saia de um evento realizado no Centro do Rio de Janeiro. Esse caso ainda está sendo investigado pela polícia, mas até o momento nenhum dos envolvidos na ação foi identificado.

Não perca a nossa página no Facebook!