O clima ficou tenso no plenário do Supremo Tribunal Federal (STF), na tarde desta quarta-feira (21), com a troca de ofensas entre os ministros Luís Roberto Barroso e gilmar mendes, que foi detonado pelo colega.

Mendes criticou Barroso indiretamente, citando a votação do caso do aborto, e foi rebatido pelo colega de STF. “Me deixa de fora desse seu mau sentimento”, começou Barroso.

Na sequência, ele usou diversos adjetivos para se referir às atitudes de Gilmar Mendes.

Barroso chamou Mendes de pessoa horrível e mistura do mal com o atraso, com pitadas de psicopatia. Barroso afirmou que o colega de STF é uma desonra para o tribunal.

Como sempre acontece nas discussões no Supremo Tribunal Federal, as conversas mais ásperas são entremeadas com o respeitoso “Vossa Excelência”. Barroso afirmou que a vida de Gilmar Mendes é ofender as pessoas e que já teria ofendido Luiz Fuz e a presidente do STF Cármen Lúcia.

Em meio ao desabafo de Barroso, Cármen Lúcia suspendeu a sessão.

Barroso continuou protestando e afirmou que Gilmar está atrás de interesses que não é o da Justiça. Neste momento, Gilmar afirmou que continuava com a palavra e pediu que o ministro Luís Barroso feche o seu escritório de advocacia.

Gilmar Mendes manda soltar

Gilmar Mendes passou a ser bastante criticado nas redes sociais por conta de decisões polêmicas que tomou como ministro do Supremo Tribunal Federal.

No ano passado, por exemplo, o ministro mandou soltar o empresário do setor de ônibus do Rio de Janeiro Jacob Barata Filho.

Junto com Barata Filho, Gilmar Mendes mandou soltar também o ex-presidente da Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio (Fetranspor), Lélis Teixeira.

As solturas aconteceram em três oportunidades: duas em agosto e uma em dezembro. Os dois continuam sendo alvos da Operação Ponto Final, desdobramento da Lava Jato no estado do Rio de Janeiro.

A situação de Gilmar ficou ainda mais complicada quando foi revelado que ele foi padrinho de casamento de uma das filhas de Barata Filho. O ministro se defendeu dizendo que ser padrinho de casamento não é uma relação íntima.

Encontro com o povo

Em janeiro, começou a circular no WhatsApp um vídeo em que o ministro aparece sendo hostilizado por duas mulheres na cidade de Lisboa, capital de Portugal.

Gilmar Mendes estava sozinho e ri, sem graça, diante das afirmações e questionamentos que as mulheres fazem.

“O senhor não tem vergonha do que faz pelo país?”, perguntou uma delas.

O vídeo viralizou e foi mais uma mostra de que as atitudes de Gilmar Mendes não têm agradado a população brasileira. O ministro está sendo associado à soltura de pessoas que foram presas justamente.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo