Uma mulher foi presa pela Polícia na sexta-feira (16), acusada de ter jogado álcool e ateou fogo em uma estudante. O crime foi registrado na cidade de São Luís de Montes Belos, cerca de 120 quilômetros de Goiânia. A vítima foi identificada como Beatriz Carneiro, de 20 anos. A acusada de ter cometido o crime foi presa em flagrante. De acordo com informações repassadas pela imprensa local, no dia do crime, Beatriz tinha ido comprar pão em um mercado e quando retornou para o carro foi atacada pela acusada.

Conforme relatos, a suspeito quebrou o vidro do carro, em seguida jogou álcool e ateou fogo e Beatriz.

A jovem foi socorrida e levada as presas para uma unidade médica na localidade. Informações repassadas pela direção do hospital, a jovem teve queimaduras de 2° grau no rosto, nas costas, braços e peito. Segundo o direto da unidade médica Danillo Almeida, o estado de saúde da jovem é estável, porém, ela está internada em uma UTI.

Marcelo Borges, o advogado da vítima relatou que sua cliente nunca viu a suspeito e não sabe o que levou ela cometer o crime. Marcelo disse que assim que sua cliente entrou no carro a mulher se aproximou e quebrou o vidro do veículo usado uma mareta e depois jogou álcool e ateou fogo. A vítima por sua vez, ainda tentou fugir do local, mas acabou batendo o carro e foi socorrida por populares.

A polícia foi acionada e a mulher foi presa e levada para uma unidade policial da cidade. A identidade da mulher não foi revelada. O caso está sendo investigado pela polícia local.

Outro caso semelhante

Em um caso chocante de um ataque com ácido na Índia, uma mulher ficou com cicatrizes permanentemente após ser atacada por seu perseguidor.

O incidente ocorreu em um shopping movimentado em Jaipur no Dia dos Namorados indiano. O acusado foi identificado como Mehboob Khan, de 35 anos, que estava perseguindo a vítima há mais de dois anos. Embora ele nunca tenha sido agressivo, ele supostamente ameaçou tirar a vida dela se ela não se casasse com ele depois de se divorciar do marido há dez anos.

No dia fatídico, o homem propôs se casar com vítima de 30 anos, que trabalha no shopping, mas ela rejeitou. "Os dois tiveram uma discussão, depois ele atacou a mulher com ácido", disse Sanjay Agrawal, comissário de polícia de Jaipur. A mulher foi levada às pressas para um hospital próximo com 15% de queimaduras no rosto, nas mãos e no tronco. O acusado que tentou fugir do local, mas foi pego por frequentadores do local.

Ele também derramou um pouco de ácido em si mesmo durante o ataque e foi levado para no mesmo hospital. Um dos colegas da vítima, que estava com ela quando o ataque aconteceu, também recebeu pequenas queimaduras. O acusado foi preso assim que receber alta do hospital.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!