Alguns crimes que acontecem em todo o Brasil chamam a atenção. [VIDEO]Nesta semana, um pai #Fotógrafo acabou abusando sexualmente da própria filha e sendo preso. O homem, que não teve o nome identificado, foi preso na quinta-feira (22), após a polícia descobrir que ele teria feito uma espécie de "filme adulto" com a criança. Além do estupro e do filme, ele armazenou o conteúdo no seu computador. A polícia ainda revelou que o homem em seu computador tinha centenas de vídeos e fotos com outras crianças. [VIDEO]O caso aconteceu na cidade de Campo Grosso, no estado do Mato Grosso. O caso continuará sendo investigado.

Pai filma estupro da própria filha e acaba preso

O caso está sendo investigado pela delegada Marília de Brito Martins.

Os investigadores falaram a respeito do crime e contaram alguns detalhes chocantes à imprensa. Eles revelaram que provas do crime também foram achadas em um HD externo. No entanto, equipamentos mais simples, como celulares e computadores, também foram apreendidos.

Pai nega abuso sexual, mesmo após vídeo provar fato

O homem de trinta anos de idade pode passar muitos anos na cadeia devido ao crime. A polícia foi à casa do suspeito, após ter uma autorização da Justiça para realizar busca e apreensão. Em depoimento dado à polícia, o homem confirmou que fez vídeos e fotos íntimas com a filha. No entanto, ele nega que tenha praticado qualquer tipo de relação sexual com ela.

"Apesar dele falar que não teve relação com a menina, configurou estupro porque houve ato libidinoso, que também pode ser classificado como estupro", revelou a delegada ao comentar o fato.

A filha de doze anos não é a única criança que convive com o homem. Ele tem ainda uma outra filha, de oito anos de idade. No entanto, não se sabe se o pai também obrigou essa menina a manter relações sexuais com ele.

Polícia revela que homem divulgava conteúdo adulto por redes sociais e denúncias levaram à suspeita de abuso à filha

A polícia revelou que já investigava o fotógrafo desde o mês de fevereiro deste ano. A apuração aconteceu após muitas denúncias contra ele. O homem tinha costume de partilhar matérias de cunho adulto em redes sociaist, como o WhatsApp. Muitos desse materiais envolviam menores de idade.

No Brasil, contra a violência infantil, basta ligar para o número 180. A denúncia tem o anonimato garantido. Infelizmente, milhares de crianças e jovens ainda são alvos de #Abusos constantemente.