A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva [VIDEO] (PT) reagiu à ordem de prisão decretada pelo juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal, na noite desta quinta-feira, dia 5. Além de apresentar um novo pedido de habeas corpus [VIDEO] ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), os advogados de #Lula apresentaram um pedido de medida cautelar à Organização das Nações Unidas (#ONU). As informações foram veiculadas pela coluna da jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo.

No pedido, a defesa do ex-presidente chamou a decisão de “prisão arbitrária” pelo fato de Moro não ter aguardado o esgotamento de recursos de segunda instância.

A defesa ainda pode apresentar um último recurso ao TRF-4, mas a manobra não tem poder de reverter a condenação do líder petista.

Os advogados de Lula esperam que a ONU se manifeste contra a prisão de Lula, colocando ainda mais pressão no Judiciário brasileiro para tentar evitar a prisão do ex-presidente. Enquanto isso, Lula segue na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo-SP.

O ex-presidente revelou em entrevista à Folha de S. Paulo que não pretende se entregar em Curitiba. Lula estuda se irá se apresentar à sede da Polícia Federal de São Paulo ou se permanecerá no ABC, aguardando a chegada da #PF. Segundo informações da Polícia Militar (PM) local, cerca de mil militantes estão reunidos em frente ao local, onde gritam palavras de apoio ao ex-presidente.